Política

Nunes diz que continuidade do trabalho é homenagem ao prefeito Bruno Covas

Crédito: Divulgação/Prefeitura da Cidade de São Paulo - Marcelo Pereira

Segundo Nunes, a decisão de manter a agenda oficial da Prefeitura é uma homenagem a Covas (Crédito: Divulgação/Prefeitura da Cidade de São Paulo - Marcelo Pereira)

O prefeito em exercício de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), emocionou-se ao falar sobre o quadro de saúde do prefeito Bruno Covas (PSDB) na manhã deste sábado, 15, durante a abertura do “Dia D” de vacinação contra a Influenza na capital paulista. De acordo com Nunes, a decisão de manter a agenda oficial da Prefeitura um dia após o estado de saúde de Covas ser considerado irreversível, segundo boletim médico, é uma forma de homenagear o prefeito.

“Eu acho que a melhor homenagem que a gente pode fazer ao prefeito Bruno Covas é continuar cuidando da população, que é o que ele sempre nos orientou, o que ele sempre cobrou da gente, mesmo agora na internação, que a cidade não parasse, que cuidasse das pessoas. A equipe tem seguido e continuará seguindo as orientações do prefeito”, afirmou Nunes a repórteres que acompanhavam o lançamento da campanha de vacinação.

+ Quadro de saúde de Bruno Covas é irreversível, diz equipe médica
+ Vacinação pode ser afetada a partir de junho por falta de IFA, diz Dimas Covas

Após um ano e meio lutando contra um câncer agressivo, Covas, de 41 anos, teve uma piora e seu quadro de saúde foi considerado irreversível, segundo a nota divulgada na sexta-feira, 14, pelo Hospital Sírio-Libanês. O documento afirma que o tucano segue recebendo medicamentos analgésicos e sedativos cercado por parentes e amigos. “O quadro clínico é considerado irreversível pela equipe médica.” Auxiliares próximos, como o secretário-executivo Gustavo Pires, e o secretário de Governo, Rubens Rizek, permaneceram no hospital até as 22h para dar auxílio a familiares que estavam no quarto com Covas, sem falar com a imprensa.

Na coletiva, Nunes emocionou-se ao dizer que manteve contato com Covas na sexta, por telefone. “Presencialmente, estive com ele na quinta-feira, agora, por WhatsApp e telefone, ontem”, disse, antes de interromper a resposta, emocionado.

O secretário municipal de Educação, Fernando Padula, amigo de longa data do prefeito de São Paulo, também falou em tom emocionado sobre Covas. “Esse ano completa 30 anos que eu conheço o Bruno. E tenho certeza que ele ficaria muito bravo com a gente, se a gente cancelasse essa agenda.”

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Ainda no evento, o secretário de Saúde, Edson Aparecido, prestou homenagem a Covas e lembrou da batalha travada pelo prefeito nos últimos tempos. “A melhor homenagem que a gente pode fazer para o Bruno é trabalhar, cuidar da população da cidade, que reconheceu seu trabalho na pandemia. O Bruno enfrentou a pandemia, enfrentou a doença, enfrentou a campanha eleitoral de cabeça erguida, então eu acho que a melhor homenagem que a gente pode fazer a ele, e ele quer dessa maneira, é cuidando da população da nossa cidade”.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel