Economia

Nubank testa nova função para resgatar dinheiro com rendimento de até 118% do CDI

Crédito: Divulgação

A função de resgate do Nubank é uma forma de ajudar o cliente a planejar sua vida financeira (Crédito: Divulgação)

O Nubank começou a testar nesta segunda-feira (10) uma nova ferramenta chamada de “Resgate Planejado”, onde o cliente da fintech poderá optar por uma data vinculada à taxa de rendimento para resgatar recursos e ter maior rendimento. A empresa informou que as aplicações terão rendimento máximo de 118% do CDI na opção de prazo máximo para o resgate.

Segundo a empresa, será possível resgatar até 2 anos após a data de depósito. O rendimento segue curva crescente, onde quanto maior o tempo escolhido – no caso 2 anos – maior o rendimento, que também é fixo.

A ferramenta estará disponível dentro da função “Guardar Dinheiro” e não há um valor mínimo para efetuar esses depósitos. Assim que a aplicação for definida, o cliente poderá escolher a data em que o resgate será feito e não poderá acessar o dinheiro investido antes do período de resgate.

+ Nubank compra empresa de software Cognitect
+ Nubank disponibiliza função do cartão de débito virtual

Nesta primeira fase apenas um grupo de pessoas terá acesso à ferramenta e o banco deve tornar a função aberta para os clientes em breve.

Será cobrado Imposto de Renda apenas sobre o rendimento, conforme a tributação regressiva prevista pela Receita Federal de 22,5% para retiradas feitas em até 180 dias do depósito e 15% para retiradas a partir de 721 dias.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?