Economia

Novos empréstimos na China recuam a 1,17 trilhão de yuans em fevereiro

Os bancos chineses liberaram 1,17 trilhão de yuans (US$ 169,3 bilhões) em novos empréstimos em fevereiro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O resultado é bem menor que o volume de 2,03 trilhões de yuans registrado em janeiro, mas ficou acima da previsão de 14 analistas consultados pelo Wall Street Journal, de 871 bilhões de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, diminuiu para 1,15 trilhão de yuans em fevereiro, de 3,74 trilhões de yuans no mês anterior.

Já a base monetária da China (M2) teve aumento anual de 11,1% em fevereiro, após avançar em ritmo mais forte em janeiro, de 11,3%. Analistas haviam previsto para o mês passado avanço de 1,4%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

China empréstimos