Economia

Novos empréstimos da China caem a 1,47 trilhão de yuans em abril

Os bancos da China reduziram fortemente a liberação de empréstimos em abril, depois de Pequim sinalizar que iria diminuir o ritmo de expansão do crédito. Dados do Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) mostraram nesta quarta-feira que os bancos domésticos concederam 1,47 trilhão de yuans (US$ 228,64 bilhões) em empréstimos no mês passado, montante bem inferior aos 2,73 trilhões de yuans repassados em março.

O resultado de abril também ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 1,6 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também apresentou drástica queda entre março e abril, de 3,34 trilhões de yuans para 1,85 trilhão de yuans.

A base monetária da China (M2), por sua vez, teve acréscimo anual de 8,1% em abril, perdendo força significativa ante a alta de 9,4% de março. A projeção do mercado era de incremento de 9,1% no último mês. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago