Giro

Novos democratas prometem frustrar possível eleição antecipada no Canadá

Novos democratas prometem frustrar possível eleição antecipada no Canadá

O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau

Um pequeno partido de oposição esquerdista rejeitou nesta quarta-feira (21) a pressão para que um comitê anticorrupção examine os gastos da Covid-19 pelo governo do primeiro-ministro Justin Trudeau, evitando a chance de eleições antecipadas.

“Estamos votando contra uma eleição”, disse o líder do Novo Partido Democrático (NDP), Jagmeet Singh, em entrevista coletiva horas antes da votação na Câmara dos Comuns para criar o comitê – que também investigaria os negócios familiares de Trudeau – provocando indignação dos liberais no poder.

Os liberais de Trudeau foram reeleitos há apenas um ano, mas perderam a maioria na Câmara dos Comuns e precisam do apoio de ao menos um dos três partidos da oposição para governar.

O primeiro-ministro afirmou não querer uma eleição em meio à pandemia do novo coronavírus, porém acrescentou que teme que a investigação do comitê acabe paralisando o governo.

Seu governo anunciou na terça-feira que uma moção conservadora para criar o comitê parlamentar com amplos poderes para investigar “escândalos e possíveis escândalos” relacionados aos gastos do governo com a Covid-19 passaria por votos de confiança.

A derrota dos liberais na votação teria desencadeado eleições antecipadas.

“Não vamos dar ao primeiro-ministro uma desculpa para convocar uma eleição”, ressaltou Singh nesta quarta-feira.

Os conservadores propuseram a criação do comitê para examinar especificamente um contrato firmado com a WE Charity para distribuir cerca de Can $ 1 bilhão (US$ 760 milhões) em auxílio para jovens canadenses durante a pandemia.

Questionamentos foram levantados sobre o contrato depois que foi revelado que essa instituição de caridade pagou à esposa, irmão e mãe de Trudeau um total de Can $ 300.000 para palestras.

O negócio acabou sendo cancelado e o ministro das Finanças, Bill Morneau – que também tinha ligações com a instituição de caridade – renunciou em agosto.

O comitê também investigaria a compra de ventiladores pelo governo e o lobby do marido do chefe de gabinete de Trudeau.

Singh disse que perguntas poderiam ser feitas ao governo para responsabilizá-lo por meio de um comitê de ética parlamentar existente.

A última pesquisa da Leger divulgada nesta quarta-feira – que contou com 1.512 canadenses e foi realizada de 16 a 18 de outubro – coloca os liberais na liderança das intenções de voto com 36%, caso uma eleição fosse realizada agora.

Os conservadores perdem com 29% dos votos, seguido do NDP com 18%, do bloco Quebecois com 7% e dos verdes com 6%.

Se esses números se consolidarem, provavelmente outro governo liberal minoritário voltaria ao poder.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?