Giro

Novo primeiro-ministro da França deseja formar governo ‘o mais rápido possível’

Novo primeiro-ministro da França deseja formar governo ‘o mais rápido possível’

O ex-primeiro-ministro francês Edouard Philippe aplaude seu sucessor Jean Castex, em Paris - POOL/AFP

aO novo primeiro ministro francês, Jean Castex, deseja, junto ao presidente Emmanuel Macron, formar um governo “o mais rápido possível” para colocar em andamento um plano de recuperação devido à crise econômica e social.

No início da tarde deste sábado (4), o novo chefe de governo se dirigiu ao Eliseu para trabalhar com Macron sobre possíveis candidatos para seu futuro governo, de acordo com uma fonte governamental.

Ele planejou uma primeira visita oficial ao centro de produção e pesquisa de semicondutores do grupo X-FAB France, no departamento de Essone, ao sul de Paris.

“A filosofia deste governo é ser operacional, ou seja, é preciso agir, trabalhar rápido, em um contexto de crise”, afirmou na noite de sexta-feira em entrevista à televisão TF1 este alto funcionário até agora desconhecido entre os franceses e que esteve à frente da estratégia de desconfinamento pelo coronavírus.

Castex, um conservador moderado de 55 anos, afirmou que faria todo o possível para formar seu governo antes de segunda-feira, com o chefe de Estado, além de fazer sua declaração de política geral “no meio da próxima semana” no Parlamento.

As mudanças no executivo francês são “de grande importância”, de acordo com o entorno de Macron, segundo o qual haverá “novos talentos e personalidades de diferentes horizontes”.

O fato de ter designado como chefe de governo uma figura com perfil tecnocrata deixa o chefe de Estado com as mãos livres, após três anos de relação cordial com o antecessor, Edouard Philippe, que estava ganhando terreno na estratégia do governo e na opinião pública.

“Não estou aqui para buscar a luz, estou aqui para buscar resultados”, insistiu o novo primeiro-ministro, até agora prefeito conservador de Prades, uma pequena cidade próxima à fronteira com a Espanha, e que também foi assessor do ex-presidente Nicolas Sarkozy (2007-2012).

– “Novo rumo” –

Diante dos próximos meses “muito duros” no plano econômico e social, Jean Castex espera poder aplicar o “novo rumo” político buscado pelo presidente francês, dando prioridade ao setor de saúde, à terceira idade e a um plano para os jovens.

Qual é o método Castex? “Fazer acordos (…) com a nação, com as autoridades sociais, nos territórios, com todos os atores para associá-los o máximo possível na busca de soluções”, explicou.

“Quando se está em crise, é preciso continuar apoiando a economia, mas é preciso também fazer escolhas certas (…), opções que permitam reconstruir, obter soberania econômica, ter uma França mais poupada do ponto de vista do respeito ao meio ambiente”, continou Castex. “Medidas de emergência e, ao mesmo tempo, medidas estruturais”.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?