Economia

Novo presidente do Itaú Unibanco escolhe seu comitê

O próximo presidente do Itaú Unibanco, Milton Maluhy, que assume o cargo em fevereiro no lugar de Candido Bracher, já anunciou o seu comitê executivo, que terá à frente a missão de posicionar o maior banco privado da América Latina no processo de transformação digital. Em comunicado interno, Maluhy diz que a nova configuração tem “como objetivo central aproximar ainda mais o Comitê Executivo dos negócios e, assim, simplificar a operação e modelo de gestão, possibilitando maior autonomia e rapidez na tomada de decisão”. Nessa configuração sai a figura do “vice-presidente”.

Maluhy diz, ainda no comunicado, que o grupo terá o trabalho de liderar as transformações necessárias para a “rápida evolução nas frentes de satisfação dos clientes, cultura digital, experiência dos colaboradores, crescimento e geração de resultados sustentáveis”.

O racional por trás é de deixar o banco, que possui R$ 2 trilhões de ativos, mais leve e simplificar a operação, possibilitando maior autonomia e rapidez na tomada de decisão.

Maluhy, apontado ao posto mais alto no banco no mês passado, teve liberdade para a formação de seu comitê, o que foi possível após a saída de dois executivos longevos de casa: Márcio Schettini, no cargo diretor-geral de varejo e Caio Ibrahim David, no comando do atacado. Ambos deixam o banco na virada do ano, quando o novo comitê assume. Os cargos ocupados por eles deixam de existir nessa nova configuração. Já Bracher passará o bastão a Maluhy em fevereiro, após a divulgação do resultado anual da instituição.

O Comitê também cresceu e passou agora para doze cadeiras.. No grupo sênior estão Alexandre Zancani, que será o responsável pelas áreas de Veículos, Crédito Imobiliário e Consórcio; André Rodrigues ficará à frente do Banco de Varejo; Marcos Magalhães irá ajudar na transição das áreas de crédito (pessoas físicas e empresas). Já André Sapoznik, que comandava a área de tecnologia e que já estava no comitê executivo, será o responsável pela nova área de Pagamentos. Ele continuará no comando das áreas de Operações e Atendimento e passará a incorporar a área de Marketing do banco.

Carlos Constantini será responsável pela área de gestão de fortunas, englobando as áreas de Asset Management. Flávio Souza ficará à frente do Itaú BBA. André Gailey passará a coordenar as operações do Cone Sul; Alexsandro Broedel será o diretor financeiro do banco, ocupando o lugar que era de Maluhy. Leila Mello será a responsável pelas áreas do Jurídico, Ouvidoria, Comunicação Institucional, Sustentabilidade e Relações Governamentais, substituindo Claudia Politanski, que também está deixando o banco. Leila seguirá como única representante feminina do grupo. Matias Granata será o responsável pela área de Riscos de Mercado. Ricardo Guerra ficará com a área de Tecnologia e Sérgio Fajerman, com Pessoas.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Uma nova área criada por Maluhy, que englobará Tesouraria, ainda aguarda o indicado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel