Negócios

Abilio Diniz é o Empreendedor do Ano em Gestão em 2016

Não importa o assunto: pode ser futebol, BRF ou Carrefour. Para o empresário brasileiro, o mundo precisa de gestão. E ele tem muito a ensinar sobre o tema

Abilio Diniz é o Empreendedor do Ano em Gestão em 2016

R$ 10 bilhões: É o valor dos recursos administrados pela península - “O mundo é carente de gestão. Quem tem e sabe fazer, domina o jogo” (foto: Andre Lessa / ISTOE.)

Uma das paixões do empresário brasileiro Abilio Diniz é o futebol. Tanto que ele escreve um blog sobre o tema no portal de internet UOL. Invariavelmente, o assunto é o São Paulo, seu time do coração. Recentemente, Diniz se envolveu na discussão do novo estatuto do tricolor paulista e defendeu a criação de um conselho de administração, que impediria a agremiação de ser dirigida por uma única pessoa. O texto final acabou contemplando esse ponto. “Estou bastante satisfeito porque o texto traz avanços significativos quanto à melhoria da gestão e à descentralização do poder, bandeiras que eu defendo há tanto tempo”, escreveu ele.

Esse é um exemplo de que mesmo quando está falando do nobre esporte bretão, Diniz não deixa de abordar outro tema que lhe é tão caro: a gestão. “Há muita liquidez no planeta desde que você tenha bons projetos”, afirmou Diniz à DINHEIRO. “O mundo, no entanto, é carente de gestão. Quem tem e sabe fazer, domina o jogo.” Diniz, eleito o EMPREENDEDOR DO ANO EM GESTÃO pela DINHEIRO, é mestre na arte de liderar grandes negócios. Desde que deixou o Pão de Açúcar, em setembro de 2013, ele passou a atuar em diversos projetos. É presidente do conselho de administração da companhia de alimentos BRF, onde comandou uma das maiores reestruturações empresariais do Brasil.

Ele também está envolvido com o Carrefour global, onde é o terceiro maior acionista, com uma fatia de pouco mais de 8%. No Brasil, detém 12% da subsidiária brasileira da rede varejista francesa. Na Península, sua gestora de investimentos, administra recursos de mais de R$ 10 bilhões, aportando dinheiro em companhias como o grupo educacional Anima, a padaria Benjamin Abrahão e o site de comércio eletrônico de vinhos Wine.com.br. Detalhe: só entra nesses empreendimentos se puder participar ativamente da gestão desses negócios.

Não bastasse isso, é professor de gestão da Fundação Getúlio Vargas. “O Abilio sempre se reinventa, tanto na vida empresarial como pessoal”, diz o consultor Claudio Galeazzi, que foi presidente do Pão de Açúcar e da BRF. “Ele é como um gato, nunca cai de costas, sempre de pé, pois consegue absorver e entender novas situações.” Qual a cartilha de gestão de Diniz? Ela pode ser resumida em frases, ditas durante sua entrevista. “Nunca tenho pressa, mas ando em alta velocidade”, afirma Diniz. Outro exemplo: “Está com dúvida, faça o simples.” Essas pílulas são parte do que Diniz chama de “Península Way” ou o “Abilio Way”, pensamentos curtos que ele diz para seus comandados e que ajudam a deixar mais claro sua visão.

“Aqui, você não conhece o impossível”, diz Diniz. “Mas não se pode ignorar os obstáculos.” Para ele, há coisas que dá para fazer rápido e outras requerem mais tempo. “Não dá para sair da realidade, você precisa impor ritmo, ritmo, ritmo. Com isso, você faz mais.” Quando foi convidado a assumir o conselho de administração da BRF, Diniz hesitou. “Passei a minha vida inteira do outro lado do balcão e agora eu vou para a indústria?”, questionou-se. Depois chegou a conclusão que passou a vida inteira ensinando aos seus alunos que todas as empresas são iguais e se resumem a gente e processos.

“Você precisa colocar as pessoas certas, no lugar certo e organizar os processos”, afirma Diniz. “Por esse motivo, a BRF é igual ao Pão de Açúcar e a qualquer outra empresa.” Na BRF, sua estratégia foi apostar na expansão internacional da companhia. Em 2013, quando assumiu o conselho, a empresa tinha sete fábricas no mundo. Hoje, são 19. “O Abilio é um grande incentivador, que nos passa muita confiança por meio de sua experiência e exemplo de vida”, afirma Pedro Faria, CEO da BRF. “Sem dúvida nenhuma, é uma figura muito importante na atual fase da empresa.” Perto de completar 80 anos, no fim de dezembro, Diniz não para de se reinventar.

—–

Confira as demais matérias do especial “Empreendedores do Ano de 2016”

• Henrique Meirelles é o Empreendedor do Ano 2016
• Pedro Parente é o Empreendedor do Ano na Indústria em 2016
• Flávio Rocha é o Empreendedor do Ano no Varejo em 2016
• Carlos Wizard é o Empreendedor do Ano em Serviços em 2016
• Rodrigo Galindo é o Empreendedor do Ano na educação em 2016
• O otimismo contra a crise