Negócios

Linx e Cielo desistem de joint venture para oferecer soluções ao pequeno varejo

A Cielo e a Linx desistiram de criar uma joint venture que teria foco em soluções integradas de gestão e pagamentos para pequenos varejistas brasileiros.

“Após meses de negociações não foi possível às partes chegarem a um entendimento mutuamente satisfatório em relação a pontos essenciais da transação”, anunciou nesta quarta-feira, 18, a Linx, em fato relevante. O memorando de entendimentos para o negócio foi assinado pelas empresas em junho do ano passado.

Conforme divulgado na época, o foco da parceria era o desenvolvimento e a comercialização de uma solução única e integrada, que “embarca automação comercial, software de gestão e plataforma de pagamentos eletrônicos para os pequenos varejistas brasileiros”.

“Como entendemos que a oportunidade segue existindo, continuaremos analisando formatos para atender de forma adequada a este mercado”, afirmou a Linx.