Negócios

Lavanderia hi-tech

Parece um armário de vestiário, mas não é. Com aplicativos de celular a paulistana Limelocker leva para dentro das empresas um novo modelo de negócio

Lavanderia hi-tech

Roupa no armário: a rede vai chegar ao Rio de Janeiro e a Brasília em 2014, diz Yoshizawa (foto: Rafael Hupsel)

Comodidade e tecnologia. Unindo essas duas premissas, os paulistanos Nelson Naspitz e Geraldo Luiz Yoshizawa criaram o Limelocker, um inédito sistema de lavanderia no País que pode ser instalado em edifícios corporativos ou residenciais. A proposta é tão simples quanto inovadora. Trata-se de um serviço completamente controlado pela internet, em um formato que lembra armários de vestiário. O cliente coloca as peças nos compartimentos, faz a requisição de lavagem por meio de um aplicativo de celular e a empresa recolhe as roupas, manda-as para a lavagem e as devolve nos armários. Tudo isso em até 48 horas, com preços 20% menores, em média, em comparação às lavanderias tradicionais.

“Praticidade e comodidade são prioridades atualmente”, diz Yoshizawa. “Lavar roupas é um serviço desgastante. Por isso, queremos fazer esse serviço chato utilizando a tecnologia a nosso favor.” A empresa nasceu em setembro do ano passado, inspirada na americana Laundry Locker, inovadora lavanderia de São Francisco, na Califórnia. A diferença é que a Limelocker desenvolveu um aplicativo para smartphones para agilizar o processo, enquanto na lavanderia americana todo o processo é feito via SMS ou e-mail. O desenvolvimento desse aplicativo consumiu a maior parte do investimento inicial de R$ 1 milhão feito pelos empresários brasileiros.

“Nossos armários são equipados com código de barras que podem identificar com precisão o usuário e os serviços preferidos”, afirma Yoshizawa. O primeiro local a instalar os armários foi o edifício comercial Pátio Victor Malzoni, na avenida Brigadeiro Faria Lima, na capital paulista. Hoje, há 20 pontos de coleta, inclusive nas sedes do Grupo Odebrecht e da petroquímica Braskem. Para garantir essa expansão, Yoshizawa afirma que serão necessários mais R$ 1 milhão em investimentos na empresa. Segundo ele, a Limelocker está em negociações com prédios instalados na avenida Paulista, o centro financeiro de São Paulo. “Em 2014, o objetivo é entrar em Brasília e no Rio de Janeiro por meio de parcerias.

São lugares em que podemos ser competitivos”, diz Yoshizawa. Outro mercado que a Limelocker deve atacar é o de prédios residenciais com apartamentos compactos. A empresa já firmou parceria com as construtoras BKO e Vitacon, que passarão a oferecer o Limelocker em seus projetos. Yoshizawa afirma que o Limelocker tem servido também como laboratório de um projeto maior. A empresa já negocia com redes de supermercados e farmácias para instalar nos estacionamentos uma estação de recebimento com funcionamento 24 horas. “A ideia é usar esses armários para outros serviços, como o de coleta e entrega de documentos, por exemplo”, diz o empresário.

“O investimento será menor, porque já dispomos de toda infraestrutura necessária para isso.” Para o consultor em varejo e inovação do Sebrae-SP, Gustavo Carrer, a utilização de armários para serviços de coleta e entrega é ainda pouco usada no Brasil, mas possui grandes perspectivas de crescimento. “É a volta da caixa-postal”, diz Carrer. “Com a vida mais agitada, principalmente daqueles que não têm tempo para se ocupar das tarefas domésticas, armários podem ser usados para qualquer tipo de serviço”, afirma. Segundo ele, com essa tecnologia se elimina o fator mão de obra e, consequentemente, se reduz o custo de uma operação. “As demandas não são novas”, diz o consultor. “A tecnologia é que está mudando o jeito de fazer.”

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?