Negócios

Vale conclui venda de fatia da VLI à Mitsui e ao FI-FGTS

A Vale informou ter concluído a transação anunciada em 18 de Setembro de 2013, transferindo 20% do capital total da empresa de logística VLI para a Mitsui por R$ 1,5 bilhão e 15,9% para o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS (FI-FGTS), cujos ativos são administrados pela Caixa Econômica Federal, pelo valor de R$ 1,2 bilhão. Conforme o comunicado da mineradora, os valores provenientes da venda para o FI-FGTS e R$ 800 milhões dos recursos da venda para a Mitsui serão compostos de um aporte de capital na VLI, a qual emitirá novas ações para a Mitsui e FI-FGTS. Os valores aportados na VLI serão utilizados para financiar parte do plano de investimentos da VLI. O valor remanescente da transação, R$ 709 milhões, foi pago diretamente para a Vale pela Mitsui. A Vale destaca ainda que, conforme anunciado em dezembro de 2013, também celebrou um acordo com o fundo de investimento gerido pela Brookfield Asset Management para a venda de uma participação adicional de 26,5% na VLI, por R$ 2 bilhões, que será paga diretamente para a mineradora. A transação ainda está sujeita às condições precedentes, incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade( e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Após a conclusão dessa transação, a Vale deterá 37,6% do capital total da VLI.