Negócios

Da cidade para o campo

O grupo paulista JHF aposta em quadriciclos para substituir o trator como meio de transporte nas fazendas 

Quadriciclos são veículos que costumam aparecer em cenários de lazer ou de esporte. Não podem rodar em ruas e estradas porque não têm os itens básicos de segurança para isso. Mas em fazendas e sítios, sim. É esse o mercado cobiçado pela montadora de quadriciclos Acellera, de Botucatu (SP), com seus dois últimos lançamentos. 

6.jpg
Faraldo e um dos seus 12 modelos: ele tenta abrir espaço num nicho onde
há pesos-pesados como Honda e Yamaha

Eles são destinados ao uso rural. Seu proprietário, o empresário José Henrique Faraldo, dono do Grupo JHF, tem certeza de que esses veículos podem substituir os cavalos em trabalhos no campo. “Um quadriciclo pode transportar um saco de cereais, puxar uma carreta de 500 quilos, percorrer o caminho junto às cercas”, conta ele. 

 

Os modelos são importados da China e entram no Brasil desmontados. Até lançá-los, porém, Faraldo teve de fazer testes com três fabricantes: “Os primeiros se quebravam. Demorou até descobrirmos um produto e um fabricante confiáveis”, explica.

 

De fato, nem todo quadriciclo resiste ao uso em solo irregular, confirma um especialista que já experimentou duas marcas chinesas: “Com alguns deles, você entra numa trilha mas não consegue terminar o passeio”, diz. 

 

O empreendimento de Faraldo está num mercado disputado por marcas como Honda, Yamaha e Bombardier. Um nicho em que há uma guerra de preços e grande variedade de modelos. “Ninguém tem uma ideia exata do tamanho do mercado”, conta Moacyr Paes, diretor-executivo da Abraciclo. 

 

Faraldo, da Acellera, arrisca-se a dizer que no Brasil são vendidas entre dez mil e 14 mil unidades por ano. Ele acha que sua marca venderá de 750 a mil unidades em 2010, sendo 20% na versão rural.

 

7.jpg

 

Apesar das incertezas, o empresário está convencido de que o mercado vale o investimento feito até aqui: perto de R$ 4 milhões. Por falta de pesquisas, Faraldo baseia sua tacada nas notícias que recebe: “Um cliente do Acre me contou que numa das últimas festas rurais do Estado havia mais quadriciclos do que cavalos”, conta. 

 

Há mercados bem maiores, no entanto, como o dos EUA, onde são vendidas cerca de 500 mil unidades por ano. Inventados no começo dos anos 70, os quadriciclos foram projetados, inicialmente, como utilitários, e os primeiros modelos de sucesso foram lançados pela Honda. 

 

Hoje, ela os fabrica inclusive no Brasil. Os modelos Acellera chegam aqui a preços que começam em R$ 3,6 mil, mas Faraldo aposta, no longo prazo, na abertura de uma fábrica em Manaus para baratear ainda mais o seu produto.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?