Negócios

Pronta entrega


Aperfeiçoar o atendimento no setor de prestação de serviços é regra número um para crescer. Em um segmento competitivo como o da locação de automóveis ? há mais de duas mil empresas no País ?, a saída encontrada pela Avis Rent a Car deve revolucionar seu segmento. A terceira maior empresa do País (atrás da Localiza e da Unidas) criou um sistema que poupa algo precioso ao usuário: tempo. Nada mais inconveniente do que chegar no aeroporto atrasado, deixar o carro no estacionamento, ir ao balcão da locadora, fechar a conta, esperar a vistoria… ?Com o Rápido Retorno Avis, o cliente faz a devolução em três minutos?, garante o presidente Afonso Celso Barros Santos. Através de um computador de mão, o funcionário fica postado na garagem do aeroporto e encerra ali mesmo a fatura. O mesmo pode ocorrer para quem quiser devolver o carro no hotel ou em casa. ?Meu sonho sempre foi proporcionar um delivery completo. Daqui a seis meses, irei concretizá-lo, pois o serviço se estenderá à retirada do carro?, antecipa Barros Santos.

A companhia abocanha 5% do mercado de locação de veículos. E acha pouco. Ao investir US$ 300 mil na confecção desse programa, a Avis dá um passo decisivo para concluir sua estratégia de triplicar o faturamento até 2010. Ano passado, angariou receitas de R$ 91 milhões, valor que será superado em 27,5% neste ano. ?Seremos a maior locadora do Brasil?, desafia Barros Santos, que pretende se aprofundar na divisão de negócios que cuida de terceirização de frotas. Ousadia? Falácia? Que ninguém duvide da empresa que aumentou seu ativo em 209 vezes nos últimos nove anos. Ao ser fundada, a Dallas Rent a Car tinha 21 carros na frota e era franquiada da americana Fleet. Logo a locadora americana foi incorporada à Avis, simplesmente a maior do mundo. De posse de uma bandeira expressiva, a Dallas multiplicou rapidamente seu patrimônio por aqui.

Em agosto de 2003, ocorreu a mudança decisiva: Barros Santos viajou aos EUA e comprou a licença da marca, em valores não revelados, tornando-se uma empresa independente no Brasil ? não paga mais royalties à matriz, por exemplo. ?Desconheço outra empresa franqueada que tenha se transformado em franqueadora?, filosofa Barros Santos. Além das lojas próprias em São Paulo e no
Rio de Janeiro, que detêm 50% da frota de 8,8 mil automóveis da Avis no Brasil, a companhia atua como franqueadora. Tem uma rede de trinta empresas e 93 pontos-de-venda espalhados no resto do País. Para não perder o hábito da expansão, a Avis quer 280 pontos em 2010.

COMO ELAS FATURAM
Os clientes das locadoras


50%
Terceirização de frotas

35%
Turismo de negócios

15%
Turismo de lazer