Negócios

RECALL COLETIVO

Tem mais uma pedra no sapato da indústria automotiva. Na última semana, GM, Fiat, Volks e Ford convocaram os proprietários de 50 mil veículos produzidos em janeiro para um recall. As montadoras alegam que há um problema no sistema de freios e repassaram os créditos do defeito para a Continental do Brasil. A companhia é a líder em freios a diesel. ?O uso do sistema?, segundo nota da Volkswagen, ?aumenta o espaço para reduzir a velocidade?.

A medida abala as companhias envolvidas. Mas o Ministério da Justiça encaminhou uma notificação exigindo que a Continental se explique: quanto tempo demorou entre a constatação do problema e o aviso às montadoras. O diretor comercial da Continental, Paulo Segalla, alega que foi tudo muito rápido. Na sexta-feira 8, teria anunciado o problema. ?As montadoras é que têm de se explicar.?

A crise vem em péssima hora. A Continental era cotada para substituir a Firestone como parceira da Ford. Agora, corre o risco de perder a oportunidade, e ter ainda de arcar com uma multa de R$ 3,19 milhões.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?