Geral

Twitter voa alto

O crescimento vertiginoso das mídias digitais e a popularização das redes sociais têm criado grandes potenciais no mundo corporativo 

Mesmo ainda sem abrir o capital, a empresa que criou o mais popular serviço de comunicação online atingiu nesta semana incríveis US$ 3,7 bilhões em valor de mercado, bem mais do que o US$ 1 bilhão de 15 meses atrás, e o dobro do The New York Times – um dos maiores ícones da imprensa americana.  Em 2011, o Twitter deverá lançar ações na bolsa. Há quem diga que será o maior IPO do ano. Nesse ritmo, não deve demorar muito para se tornar uma das empresas mais valiosas do mundo. 

 

8.jpg

 

 

Bradesco


A emoção do reencontro

 

Nada melhor do que explorar a emoção em campanhas de final de ano. Foi com essa ideia que a Neogama/BBH criou uma última ação de 2010 para o Bradesco. O filme mostra de um lado aqueles que estavam distantes chegando num trem, enquanto parentes, amigos e amores os aguardam na Estação Júlio Prestes, em São Paulo. A ideia é destacar o conceito de “Presença”, slogan do banco. 

 

13.jpg

 

 

Rede Globo


Sky menos brasileira

 

Até 2014, a operadora de tevê por assinatura Sky deixará ser uma empresa da Rede Globo. Na última semana, a Directv, sócia da Sky, comprou a fatia de 18,9% que pertencia à Globo. A negociação rendeu à emissora da família Marinho US$ 608 milhões. A Globo continua com 7% do total das ações – fatia que será vendida em três anos. 

 

15.jpg

 

 

Peugeot


Campanha na lousa

 

Durante toda a semana, a agência Loducca promoveu em diversos cursinhos de São Paulo uma ação diferenciada para a Peugeot dentro das salas de aula. Ao chegarem à classe, os alunos eram surpreendidos por uma ilustração de um Peugeot 207 na lousa, com títulos como: “Eles vão raspar sua cabeça, pintar seu rosto e pôr uma saia. É… voltar pra casa de ônibus não é uma opção.”

 

11.jpg

 

 

Nissan


Recorde no YouTube

 

Criado pela Lew’Lara/TBWA, a Nissan levou ao ar nesta semana o jingle “Cowboy de Posto” na internet. Com apenas três dias nas redes sociais, o comercial foi o mais visto em todo o YouTube no domingo 12, e em menos de uma semana atingiu mais de 331 mil visitas.

 

10.jpg

 

 

Halls


Festa na microcidade

 

Pela primeira vez na história, uma cidade inteira estará envolvida no lançamento de um produto. Nos próximos quatro meses, Borá (SP), o menor município brasileiro, será palco para eventos de lançamento do Halls XS na forma de minidrops. Lá também será construído o “Halls da Fama”.

 

12.jpg

 

 

Bate-papo

 

9.jpg

Ivan Marques, sócio da F/Nazca Saatchi & Saatchi

 

Como 2010 será lembrado?  

Para o setor, 2010 será o melhor de todos os tempos. Para nós, também. Dos 16 anos de história da nossa agência, foi o melhor período em termos de faturamento. Devemos fechar com crescimento superior a 30%, ancorados na forte expansão de nossos clientes, como Skol, Claro, Carrefour, Procter&Gamble, Petrobras e Honda Automóveis. 

 

O que esperar de 2011?

O cenário internacional ainda é incerto e isso, evidentemente, gera receios. Mas aposto que o mercado publicitário no Brasil vai continuar em um ritmo muito forte. Já notamos uma movimentação grande por conta de Copa do Mundo, em 2014, e Olimpíadas, em 2016. A sondagem está intensa, embora os negócios ainda não estejam fechados. Acredito que no segundo semestre já teremos planos de ação bem definidos tanto pelas agências quanto pelas empresas. 

 

Será o ano das grandes campanhas digitais? 

Com certeza, será um período muito bom para o segmento digital. Nos últimos anos isso já tem acontecidos. Houve uma mudança de conceito.Antes, as campanhas tinham as marcas no centro das estratégias. Agora, o consumidor está no centro. Estamos diante de um imenso parque de novas disponibilidades de mídia. O que antes era mais estático, está mais dinâmico.