Geral

Adeus antecipado

Um anúncio da rede de supermercados Extra se tornou uma das maiores gafes da publicidade nos últimos tempos 

O jornal traz uma mensagem de despedida, como se a Seleção tivesse sido eliminada da Copa da África do Sul. A peça do Extra, que é patrocinadora oficial da equipe de Dunga, mostra uma frase na língua zulu que significa “Não sai do coração da gente” e, para finalizar, diz “Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014″. O Extra atribuiu a falha ao jornal. A Folha se retratou publicamente com a correção do material. Mas o empresário Abilio Diniz, no Twitter, disse que o erro é inadmissível.

18.jpg

 

Televisão

O drible da Band

Enquanto correm campanhas como “Cala a boca, Galvão”, “Cala a boca, Tadeu Schmidt” ou “Dia sem Globo” – lançadas em redes sociais –, o esporte da Band, liderado por Luciano do Valle, cresceu em popularidade. A emissora registrou aumento recorde na audiência, com média de 13 pontos no jogo da Seleção contra Portugal, no auge das polêmicas com o técnico Dunga. Para uma parte dos internautas, o técnico estava correto na briga com a Globo.

16.jpg

 

Marketing

Falem mal, mas falem de mim

A polêmica jabulani, bola oficial da Copa que tem “vontade própria”, segundo alguns jogadores, é um fenômeno de marketing da Adidas. A empresa alemã diz que graças às vendas das bolas e artigos relacionados a futebol, o faturamento de US$ 1,5 bilhão estimado inicialmente deve superar US$ 1,9 bilhão, recorde absoluto. É uma prova de que, no mundo das marcas, a polêmica pode valer a pena.

20.jpg

 

Campanha

Milionésimo gol de Pelé

O curta-metragem “1.284”, uma campanha da Vivo, patrocinadora oficial da Seleção, com o Rei Pelé, é um dos hits do YouTube: em dez dias atingiu mais de 1,7 milhão de views. A iniciativa faz parte da ação multimídia Eu Vivo a Seleção, a qual já contabiliza 180 mil participantes e mais de três milhões de visitas. A campanha foi desenvolvida pela Y&R, com a agência Energy.

19.jpg

 

Festival

Cannes é nossa

O Brasil brilhou no Festival de Cannes 2010, encerrado na última semana. Além do prêmio de melhor agência do ano, conquistado pela AlmapBBDO, de Marcello Serpa, o País conquistou outros 57 Leões. Este foi o melhor desempenho da história para o Brasil. Ao levar o prêmio máximo, o País se tornou hexa em Cannes, superando a Grã-Bretanha.

15.jpg

 

Televisão 2

A crise de audiência

A novela Passione, da Globo, é a nova dor de cabeça da direção da emissora. A trama não emplaca na audiência. O primeiro mês da novela de Silvio de Abreu marcou 31,5 pontos no índice do Ibope. No mês de estreia, a antecessora Viver a Vida registrou 36,4 pontos, acima dos 34,1 de Caminho das Índias e dos 35,2 de A Favorita. A audiência está em queda livre.

 

Bate-papo

17.jpg
Oscar Neves, diretor da On Sports, fala com a Mídia sobre marketing esportivo

O marketing esportivo no Brasil está preparado para megaeventos?
Tem ocorrido um grande salto qualitativo ao longo dos últimos anos. O País tem sediado eventos internacionais de grande porte. Os profissionais que ativam ações de marketing nos eventos precisam de muita criatividade e logística envolvendo agilidade para melhor visibilidade das marcas com que trabalham.

E as empresas?
A maioria das empresas que operam com esporte na sua comunicação já iniciou o planejamento de ação para esses grandes eventos. Quem ainda não pensou nisso está atrasado. Trabalhar com grande antecedência é fundamental para treinamento da equipe operacional, desenvolvimento de ideias promocionais e construção de locais para ativações.

Mas o investimento ainda é pequeno, não?
O investimento no Brasil não chega aos níveis internacionais, mas a evolução nos últimos anos tem sido importante, embora longe dos investimentos que ocorrerão inevitavelmente nos três próximos anos. Além da boa situação da economia brasileira como um todo, as empresas estão se conscientizando dos benefícios do investimento no esporte.