Tecnologia

A RESSACA DOS MILIONÁRIOS

É difícil de escapar: as reestruturações, falências, desvalorizações e demissões que têm varrido as companhias de Internet em todo o mundo inevitavelmente afetaram a vida de seus empregados, dirigentes e fundadores. Com isso, nos últimos tempos, a rede tem mostrado uma face bem diferente da que vigorava até o início do ano, quando se mostrava generosa para com seus aventureiros. O empresário Jack London, um dos primeiros a acertar no milhar da Internet, é um exemplo disso. Ele não está mal, é certo, mas já valeu muito mais. Valeu, aliás, é o nome de um de seus últimos negócios. Quando vendeu a livraria virtual Booknet para o Submarino, ele embolsou entre R$ 3 milhões e R$ 5 milhões ? segundo fontes do mercado. Desse montante, London investiu US$ 1 milhão em dois nichos que não têm se mostrado muito viáveis: o de site de leilões, com o Valeu, e no de venda de ingressos pela Internet. O Valeu, que brigava por aparecer entre os grandes leilões virtuais desde setembro de 1999, não resistiu à competição e mudou de estratégia. O site abandonou as trocas entre internautas para fazer comércio entre empresas e usuários. A outra empresa de London, batizada de Trix, vende ingressos para shows e teatros. Contra si, ela tem o tamanho do mercado, em que apenas 15% das vendas são feitas on-line. London afirma que terceirizou muitas vendas nas próprias bilheterias de teatros, mas a média de ganho neste caso é muito baixa. O fenômeno é o mesmo que está ocorrendo nos Estados Unidos e na Europa em escala muito maior. Lá, a relativa perda de brilho da Internet provocou uma severíssima diminuição nas fortunas de seus empregados. A lista americana e européia de bilionários que viraram milionários é enorme.

 

 

No Brasil, outro exemplo conhecido é o de Nagib Mimassi, do portal de acesso gratuito Super11. O libanês naturalizado brasileiro teve sob o seu comando 140 pessoas e US$ 9 milhões do banco Safra. Hoje ele trabalha para pagar os outros. Quando os investidores decidiram não injetar mais no negócio, Mimassi tomou a dianteira e foi o primeiro a abdicar do próprio rendimento. ?Eu podia ter sido egoísta e sair, mas decidi ficar para tentar pagar as dívidas com os outros funcionários?, conta ele. O Super11, com cinco empregados, recebe dividendos do IG, que paga por cada um dos 400 mil usuários do Super11 que entra no seu portal. A empresa brasileira Idéiasnet, foi a única a abrir seu capital na Bolsa de Valores de São Paulo. A intenção era obter a vantagem dos pioneiros, segundo seus executivos. De junho para cá, os papéis tiveram um decréscimo de 65%. A desvalorização, nesse caso, não feriu diretamente seus empregados, que só começarão a receber papéis da companhia no ano que vem.

Quedas. Nos Estados Unidos, a bolsa de tecnologia Nasdaq foi bem mais cruel com seus participantes. As ações da Starmedia, por exemplo, foram negociadas pela primeira vez em março do ano passado a US$ 15. Três meses depois, chegaram a custar US$ 64. Hoje estão a US$ 4. Com isso, seus dois fundadores, Fernando Espuelas e Jack Chen perderam desde junho de 99 mais do que a Starmedia vale atualmente, aproximadamente US$ 400 milhões. O impacto nos papéis tem sido tão grande que alguns milionários foram obrigados a desistir de seus projetos de vida. O empresário Michael Saylor, de 35 anos e presidente da Microstrategy, que produz softwares para gestão, teve de adiar os seus planos de edificar um castelo nos moldes do Palácio de Versalhes e de construir um campo de golfe num terreno de 50 acres que ele já havia adquirido. Na quarta-feira de cinzas pós-Nasdaq, sua fortuna de mais de US$ 10 bilhões despencou para US$ 1 bilhão em poucos meses.

?Isso dá uma boa conversa de bar. A cada nova semana, são dois milhões de dólares que se vão?, diz Daniel Thompson, chefe-executivo da inglesa 365 Corporation. A firma elabora sites de esportes e provê serviços de telecomunicações para pequenas e médias empresas. Na segunda-feira, 20, os papéis da companhia registraram sua maior depressão desde que ela fez a sua primeira oferta pública de ações, onze meses atrás. A empresa de US$ 608 milhões passou a valer apenas US$ 101 milhões. O cofre de Thompson minguou de US$ 18 milhões para US$ 3 milhões. ?O melhor é não perder muito tempo pensando em quanto você poderia fazer ou perder com aqueles papéis?, aconselha ele.

Colaborou João Canal

 

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?