Geral

Pano pra manga

Ainda vão longe as especulações sobre a compra dos novos caças da Força Aérea Brasileira


Na última semana, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, negou estar desprestigiado no governo Dilma Rousseff e afirmou que participará da decisão de compra dos aviões. O ministro também negou que o governo brasileiro tenha suspendido a negociação, o que chamou de “invenção” da imprensa. Mas, de fato, tudo indica que a presidente Dilma resolveu adiar a decisão da compra dos novos caças para o final do ano por causa do aperto fiscal. Afinal, são mais de R$ 6 bilhões. Os concorrentes continuarão em pé de guerra. Disputas à parte, a presidente tomou uma decisão mais do que prudente.

 

 

1 – Resolução

Mudanças 

 

A presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Solange Vieira, deixará o posto no dia 15 de março. A eficiente Solange en-cerra seu mandato nessa data e já comunicou ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, que não deseja continuar. Jobim ainda não tem substituto para o cargo de Solange. 

 

25.jpg

 

 

2 – Aviação civil

Confirmação

 

No mesmo tema do transporte aéreo brasileiro, a presidente Dil-ma Rousseff confirmou que vai criar a Secretaria de Aviação Civil, com status de ministério. E que Rossano Maranhão, ex-presidente do Banco do Bra-sil, será o ministro.

 

 

3 – Inchaço

Cabidão

 

Infraero não consegue administrar com eficiência os aeroportos brasileiros, mas gosta de dar um empreguinho. Tem 25 mil funcionários na sua folha de pagamento. Só o Aeroporto do Galeão tem 4.152 funcionários. Guarulhos, 4.751. Em Brasília, são 1.220. É um verdadeiro guarda-roupa de empregos públicos. 

 

 

4 – Auto

Suecos estão chegando

 

Volvo Cars prepara mais cinco lançamentos para o Brasil. O primeiro modelo a chegar ao mercado – ainda neste primeiro semestre – será o novo S60. A indústria sueca fechou o ano de 2010 com 2.291 unidades vendidas. O presidente da Volvo Cars da América Latina e Caribe,Anders Norinder, trabalha para dobrar as vendas neste ano.

 

28.jpg

 

 

5 – Luxo

Planos

 

Durante evento de lançamento de uma nova linha de relógios da Montblanc, em Genebra, na Suíça, o presidente mundial da luxuosa marca deixou escapar que abrirá três novas lojas no Brasil até o final deste ano. 

 

 

6 – Show de bola

Exclusividade

 

Os espetáculos do Santos Futebol Clube na Libertadores da América serão um luxo só. A Umbro confeccionou uniformes exclusivos, com referências da alfaiataria inglesa e inspiração nos momentos de glória do clube. Na camisa 10, uma coroa dourada homenageia o eterno Rei Pelé.

 

 

7 – Orgânicos

Decolando

 

O setor de insumos e produtos orgânicos movimentou R$ 400 milhões em 2010. A Native, maior produtora de açúcar or-gânico do mundo, e aJalles Machado comemoram: somam juntas 70% do mercado mundial de açúcar orgânico. A previsão de crescimento das exportações para 2011 é de 20%. 

 

 

8 – Investimento

Arriba

 

Vem dinheiro mexicano por aí. O cônsul-geral do México, José Gerardo Hernandez, se reuniu com secretários do governo Alckmin para anunciar investimentos de empresas do México nos setores sucroalcooleiro e energético no interior paulista. 

 

 

9 – Rede

Expansão

 

Fran‘s Café retomou os planos de expansão. A previsão é inaugurar 20 lojas até o final de 2012. Para este mês, está prevista a inauguração de três unidades: duas em São Paulo – São Caetano e Campinas – e uma na Bahia.

 

26.jpg

 

 

10 – Ampliação

Emergentes

 

Tetra Pak anunciará em breve uma nova fábrica de embalagens em Chakan, na Índia. O investimento será de US$ 225 milhões. A planta terá capacidade de produção anual de 8,5 bilhões de embalagens, com potencial de aumentar para 16 bilhões. Um vigoroso investimento também deverá ser anunciado no País por Paulo Nigro, presidente da subsidiária brasileira.

 

27.jpg

 

 

11 – Aeroportos

Ótimo exemplo

 

A China tem seis aeroportos listados em bolsa de valores. O regime comunista chinês é mais pragmático do que o regime capitalista brasileiro. Aqui não há nenhum aeroporto privatizado ou com cotações em bolsa. Serve de exemplo.

 

 

12 – Destino

Royal, Palm Hotel, Ilhas Galápagos

 

Instalado nas Ilhas Galápagos, no Equador, o Royal Palm é um hotel de luxo que ocupa 500 hectares e é cercado por uma exuberante vegetação tropical, a mes-ma que intrigou o mais famoso biólogo do mundo, Charles Darwin. O hotel é confortabilíssimo e oferece serviços de alta qualidade. O eficiente concierge organiza seus passeios por toda a ilha. O Royal Palm Hotel integra a The Leading Hotels of The World. Diárias a partir de US$ 575. www.royalpalmgalapagos.com

 

29.jpg

 

 

13 – Novidade 

Second floor

 

A Korean Air lançará seu A380, em maio. No segundo andar, apenas assentos de classe executiva. A ideia é fazer com que os passageiros do andar superior se sintam viajando em seu jato privado. E, na primeira classe, sintam-se num hotel sofisticado, em uma das 12 suítes.   

 

 

14 – Objeto de desejo 

Moto fashion Hermès

 

Uma moto com muito estilo. Esta é a perfeita definição para a VMAX, a segunda parceria da Yamaha com a cobiçada e exclusiva grife francesa Hermès. A máquina tem toda a carenagem revestida em couro de búfalo: do para-lama ao escapamento. Apenas os espelhos retrovisores e a entrada de ar do motor não são revestidos, mas têm acabamento em alumínio polido à mão. A moto, com motor de 1.679 cilindradas e 200 cavalos, pode chegar a 230 km/h. O preço? US$ 32 mil. 

 

23.jpg

 

 

15 – Entrevista

 

24.jpg

Afonso Celso dos Santos, presidente da Avis do Brasil

 

Para as locadoras de automóveis, 2010 foi um ano de recuperação. Enquanto, a maioria das empresas comemorava recordes de vendas e faturamento, o IPI reduzido desvalorizava a frota e diminuía os ativos do setor de aluguel de veículos. Veja na entrevista com Afonso Celso dos Santos, presidente da Avis do Brasil.  

 

Como foi o desempenho da Avis em 2010?

Com a redução de IPI, houve diminuição dos novos ativos. O preço dos nossos carros foi atingido fortemente. Eles chegaram a se desvalorizar 30%. Ninguém perde 30% de ativos impunemente. A única boa notícia de 2010 veio em março, quando o preço dos carros parou de cair. A partir daí, começamos a nos recuperar. Mas, mesmo com todas as dificuldades, o setor soube se reajustar e cresceu cerca de 15%. 

 

O que a Avis faz para tornar o aluguel de carros uma prática mais constante?

Locação de carro é uma questão cultural. E você só muda a cultura de um povo chegando até ele. Por isso, fechamos uma grande parceria com a CVC, que vende 60% dos pacotes turís-ticos comercializados no Brasil. São mais de 550 lojas e oito mil agências de viagens. Resu-midamente, empacotamos o carro dentro das ofertas da CVC, que tem enorme poder de venda. Por meio desta parceria, vamos con-seguir popularizar o aluguel de carros no Brasil.

 

Quais resultados essa parceria já rendeu?

O volume de negócios que tínhamos com a CVC aumentou 250%. Eles procuravam uma empresa que pudesse atendê-los local e internacionalmente, por isso fomos eleitos. Agora, estamos numa fase de catequização dos vendedores. Já treinamos quatro mil funcionários. A maturidade da parceria será atingida  em dezembro de 2011. 

 

 

Aprovado


No campo - A agroindústria brasileira se recupera da queda de 4,8% em sua produção e registra em 2010 crescimento de 4,7%, maior índice desde 2007.

 

Reprovado


Cheque voador - A inadimplência dos brasileiros subiu 24,8% em janeiro de 2011, em comparação com o ano passado. É o maior índice registrado em nove anos. Não se via uma taxa dessas desde julho de 2002.

 

 

“Para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem.” Peter Drucker

 

 

Com Mariana Garbin e Daniela Filomeno