Geral

Começo positivo

Os nomes confirmados até aqui pela presidente Dilma Rousseff para compor seu Ministério foram bem recebidos 

O perfil é mais conciliador e menos radical. A indicação do trio econômico Guido Mantega (Fazenda), Miriam Belchior (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central), além de Antônio Palocci (Casa Civil), foi bem-vista pelo mercado. A presidente eleita merece um voto de confiança. E, até aqui, seus movimentos justificam um moderado otimismo.  

 

 

1 – Big business

À venda

 

Depois dos rumores de que o bispo Edir Macedo está negociando a compra de uma rede de emissoras de rádio para fazer frente à CBN, da Rede Globo, a Record fechou, depois de muita negociação, a  compra da TVB Campinas, de propriedade da família Quércia e uma das principais afiliadas do SBT de Silvio Santos, no interior paulista. 

 

 

2 – Embraer

Comemorando

 

A Embraer termina o ano de 2010 celebrando a venda de 15 aviões modelo Lineage, o topo de linha da sua família de jatos executivos. Sete deles já estão voando. Os outros se-rão entregues no início do próximo ano. O cobiçado jato Lineage, que comporta até 19 passageiros, é luxuosíssimo. Tem chuveiro a bordo e cama king size. Cada unidade sai por nada menos do que US$ 51,4 milhões. 

 

33.jpg

 

 

3 – Novos negócios

Em ebulição

 

O mês de dezembro ainda promete novidades em fusões e aquisições nos setores de material de construção, usinas de álcool e açúcar e alimentos. O mercado está – por assim dizer – bem animado.

 

 

4 – Fortuna

Herdeiros

 

Os herdeiros do banqueiro Roger Wright resolveram mostrar as caras e avisaram: não abrirão mão da milionária herança. Ellen Marion Mouravieff-Apostol, brasileira que vive na Suíça, e Peter Paul Arnold Luchsinger, suíço que vive no Brasil, pleiteiam a fortuna dos Wright. O espólio, portanto, tem agora herdeiros – e respectivos procuradores e advogados – no Brasil para disputá-lo. A quantia é de cair o queixo: US$ 300 milhões. 

 

 

5 – Compras

Na China

 

A Galeria Lafayette, de Paris, abrirá a primeira unidade fora da França até 2014. Sabe onde? Em Beijing, na China.

 

 

6 – Aviação 1

Para cima e para a frente

 

De 2009 para 2010, a Azul Linhas Aéreas triplicou o número total de passageiros transportados, com crescimento acima de 200%. A companhia dirigida por Pedro Janot passou de um milhão de passageiros para mais de seis milhões. Um recorde. 

 

35.jpg

 

 

7 – Aviação 2 

Treinamento

 

Para continuar dando conta do recado,  a Azul está em busca de uma cidade parceira para construir um centro mundial de treinamento de pilotos e tripulação para os jatos 190 da Embraer, nos mesmos moldes do centro da Airbus em Miami, nos Estados Unidos.  Na disputa estão cidades como Barueri, onde hoje está instalada a Azul, Campinas e Belo Horizonte.

 

 

8 – Mudanças

Novos caminhos

 

Duas baixas de peso no mundo executivo, em corporações multinacionais no Brasil. Maurício Vergani está deixando a vice-presidência da Embratel. E Juan Carrillo se desliga da vice-presidência da Serasa Experian. São executivos competentes e talentosos que vão em busca de seus novos sonhos. 

 

 

9 – Helicópteros

Novidade

 

A TAM Aviação Executiva já começou a oferecer o mais novo modelo da americana Bell Helicopter, empresa que representa no Brasil. O helicóptero Bell 429, que custa US$ 5,8 milhões, aterriza no Brasil no começo de 2011. A aeronave tem biturbina leve, a maior cabine da categoria, grande flexibilidade de configuração e pode ser conduzida por um único piloto.

 

37.jpg

 

 

10 – Cruzeiros

Pressão

 

MSC Cruzeiros operará com quatro navios na próxima temporada de verão no Brasil – um a menos do que no ano passado. A decisão foi tom – da para pressionar o governo federal a regularizar o setor, reduzindo os custos das altas tarifas portuárias e realizando obras  emergenciais de infraestrutura. O navio Lirica (foto), que deixa de operar no País, será a estrela da abertura das operações da MSC nos badalados Emirados Árabes. 

 

32.jpg

 

 

11 – Destino

singita Grumeti, Tanzânia, África 

 

Hospedar-se em um dos camps do Singita Grumeti, no norte do Serengeti National Park, na Tanzânia, África, é uma experiência única. No Faru Faru Lodge, os hóspedes po-dem escolher exclusivas tendas, inspiradas na cultura massai, tribos seminômades que habitam a região. A decoração é rústica, mas luxuosa, sofisticada e confortável, proporcionando contato direto com a natureza selvagem de um dos parques mais preservados do mundo. Diárias a partir de US$ 1,3 mil. www.singita.com

 

38.jpg

 

 

12 – Imóveis

Mercado quente

 

A CrediPronto!, joint venture entre o Itaú Unibanco e a Lopes, bateu recorde em volume total financiado. Desde o início de suas operações, há três anos, foram mais de R$ 590 milhões. No terceiro trimestre, a CrediPronto! financiou R$ 154 milhões. Um crescimento de 268%.

 

 

13 – Objeto de desejo

Natal de chocolate

 

Chocolat du Jour tem a solução para quem ainda não montou a árvore de Natal deste ano. A famosa chocolateria de São Paulo lançou uma árvore feita com madeira certificada cheia de design e de bombons sortidos – 130, no total – feitos com chocolates premium da marca, embalados individualmente em minicaixinhas douradas. Muito mais saborosa e original do que as tradicionais árvores de Natal. Mas tudo tem seu preço. Esta custa R$ 2.450

 

34.jpg

 

 

14 – Entrevista

 

36.jpg

Guillermo Kelly, CEO da Pirelli na América Latina

 

Guillermo Kelly, CEO da Pirelli na América Latina, falou sobre a importância das operações brasileiras para o tradicional grupo italiano. Confira na entrevista.  

 

Líderes – Qual o peso do Brasil nas operações globais e da América Latina?  


Guilhermo Kelly – O Brasil é atualmente uma das operações mais importantes para a Pirelli. No ano passado, completamos 80 anos de presença industrial no País e anunciamos investimentos de US$ 300 milhões no plano 2011/2013. Hoje, as fábricas do Brasil respondem por 90% da produção na América Latina. Deste total, mais de 35% são destina-dos à exportação, principalmente para os Estados Unidos e Canadá. 

 

 

Líderes – Como a Pirelli tem enfrentado a concorrência?


GK – Investimos de forma consistente em pesquisa e desenvolvimento cerca de 4% da receita líquida anual da empresa. Também temos no Brasil um moderno centro de pesquisa e desenvolvimento que se completa com o campo de provas, onde nossos produtos são testados. Além disso, trabalhamos sempre com o foco ajustado em entregar ao cliente um produto com alta qualidade, segurança e durabilidade. 

 

 

Líderes – Como é voltar à Fórmula 1 depois de 20 anos?


GK – Fornecer equipamento para os veículos de alta velocidade mais admirados do mundo significa evoluir em termos de tecnologia. Montamos uma equipe que se dedica exclusivamente ao desenvolvimento desses novos pneus e esperamos contribuir para oferecer aos fãs do automobilismo um grande espetáculo de disputa e velocidade.    

 

 

Aprovado


Recorde - A produção de veículos no Brasil até novembro – quase 3,5 milhões – já ultrapassa com folga a quantidade contabilizada em todo o ano passado – 3,1 milhões –, de acordo com a Anfavea. 

 

Reprovado


Juros altos - Os juros voltaram a subir em outubro. A taxa dos empréstimos pessoais subiu de 39,4% para 40,4%, em relação a setembro. Até quando o Brasil praticará taxas tão abusivas? 

 

 

“Determine-se a nunca ficar à toa. É maravilhoso o quanto pode ser feito se estamos sempre fazendo.” – Thomas Jefferson

 

Com Mariana Garbin e Daniela Filomeno Pereira