Geral

Reação ao crime

O Rio de Janeiro viveu dias de terror nas últimas semanas 

Acuadas pelas milícias e pelas UPPs, as facções que dominam o tráfico carioca resolveram chamar para a guerra o poder público. A condução do enfrentamento ao crime vai elevar a popularidade do governador do Rio, Sérgio Cabral. Habilidoso, ele deve aproveitar o episódio e seus efeitos para deflagrar um amplo programa de ocupação pacífica das comunidades cariocas, im-plantar programas de educação e estabelecer uma nova ordem pública.  Com isso, o Rio pode voltar a ser a Cidade Maravilhosa. 

 

 

1 – Big business

Quase?

 

O banqueiro André Esteves pode estar a um passo de assumir parte do Banco PanAmericano. Não deixa de ser uma surpresa para o mercado. Esteves sempre procurou manter distância de bancos de varejo.

 

5.jpg

 

 

2 – Aviação

À procura

 

A British Airways está em busca de mais uma companhia aérea brasileira para aumentar a sua capilaridade no País. A companhia inglesa, que já tem acordo com a TAM, está prestes a fechar também com a Gol para aumentar sua oferta nas cidades que não são atendidas por seus voos diretos. Uma proposta já foi enviada para Constantino de Oliveira Jr., presidente da Gol. Deverá ser aceita. 

 

 

3 – Tecnologia

Renovação

 

Mario Anseloni renovou quase todo o alto escalão da Itautec, o braço tecnológico da Itausa, com a contratação de novos diretores e vice-presidentes. Agora, formam seu “time de confiança” 11 novos diretores e cinco VPs. São nomes importantes como João Batista Ribeiro, ex-CFO da HP; José Roberto Campos, ex-VP da Samsung; e Denise Damiani, ex-sócia da Accen-ture América Latina.

 

8.jpg

 

 

4 – Show business

Carteira cheia

 

O beatle Paul McCartney tem razões de sobra para adorar o Brasil e a Amé-rica do Sul. Ele faturou, nos cinco shows que fez em sua recente visita ao continente – dois em São Paulo, um em Porto Alegre e dois em Buenos Aires –,  US$ 20 milhões, limpos e livres de impostos. Ou seja, para cada show o beatle pôs no bolso US$ 4 milhões.

 

2.jpg

 

 

5 – Autos

Resultado

 

Martin Fritsches, diretor da Mini no Brasil, festeja os bons resultados dos nove primeiros meses de 2010. Já foram vendidos mais de 1.300 Mini Coopers, 15% a mais do que em todo o ano passado. Além das vendas, o número de concessionárias também será ampliado. A marca vai saltar de três, em 2009, para pelo menos 13 lojas até o final deste ano.

 

6.jpg

 

 

6 – Turismo de luxo

Bola de neve

 

Depois de inaugurar resorts na China e no Egito, a rede Club Med entregará novo village em Valmorel, nos Alpes franceses, no final de 2011. Para lotar os quartos, a rede aposta no potencial – e bolso cheio – dos turistas brasileiros e vai fazer barulho por aqui (leia-se campanhas publicitárias). Hoje mais de dois mil brasileiros viajam todo ano só para hotéis de neve do Club Med na Europa. Um mercado que não para de crescer. 

 

 

7 – Saúde

Pintou um clima

 

O amor está no ar. Edson de Godoy Bueno, presidente da Amil, se declarou a Randal Zanetti (foto), presidente da OdontoPrev. Explica-se: Edson Bueno se arrependeu de não ter comprado a Odon-toPrev. “Continuo apaixonado. Vou continuar atrás de você”, disse para Randal, publicamente, durante o Fórum de Empreendedores, realizado recentemente em Campos do Jordão. Será que dá casamento?  

 

4.jpg

 

 

8 – Saneamento

Eficiência

 

Gesner Oliveira comemora. A Sabesp reduziu de 32% para 26% o índice de perda de água em São Paulo. Na prática, só com esta redução a companhia está abastecendo 1,7 milhão de pessoas sem sobrecarregar os mananciais. A meta é chegar a 13% –padrão internacional – em 2019.

 

 

9 – Hotel de luxo

Gramado

 

Depois de morar por décadas no Copacabana Palace, José Eduardo Guinle está de casa, ou melhor, de hotel novo. O carioca é o diretor-geral do mais recente empreendimento do poderoso grupo de Guilherme Paulus, presidente do conselho administrativo da CVC, o Saint Andrews, primeiro hotel exclusive house do Brasil, instalado na bela  Gramado, no Rio Grande do Sul. Guinle está cuidando pessoalmente de todos os detalhes para surpreender os hóspedes que ocuparão as 11 exclusivas suítes do hotel.  

 

 

10 – Destino

The Nam Hai, Vietnã

 

O Sudeste Asiático atrai cada vez mais turistas interessados na riqueza cultural da região, que oferece ótimas opções de hotéis de luxo. Um bom exemplo é o The Nam Hai, próximo a Hanói, capital do Vietnã, que compõe uma exuberante paisagem com vista para o oceano Pacífico. A hospitalidade vietnamita proporciona aos hóspedes uma experiência cultural única. As exclusivas acomodações, que ficam em vilas, se abrem para paradisíacos jardins privativos. Algumas possuem cozinha e piscina particular. O hotel integra a The Leading Small Hotels of the World. Diárias a partir de US$ 750. www.thenamhai.com

 

7.jpg

 

 

11 – Presença

Expansão

 

A chinesa Chery investe pesado na expansão de sua rede de concessionárias no Brasil. Nos útimos dois meses foram inauguradas seis revendas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Até o final do ano, serão abertas pelo menos mais 20 lojas espalhadas por todo o País. 

 

 

12 – Objeto de desejo

Homem poker

 

Se você não vai a Las Vegas, Las Vegas vem até você. Como? Comprando a Heads Up Poker Challenge Machine, uma completa máquina eletrônica de pôquer que faz as vezes dos famosos cassinos da badalada cidade americana: embaralha as cartas, as distribui entre os jogadores e mostra possibilidades e estatísticas de ganho à medida que as cartas vão sendo mostradas. A mesa ainda vem com três telas digitais. O preço da jogatina? US$ 7,8 mil.

 

3.jpg

 

 

13 – Entrevista

 

1.jpg

Fábio Barbosa, presidente do Santander Brasil

 

Com a integração e a padronização da identidade visual de suas agências, o Santander Brasil conclui a fusão com o Banco Real. Confira os próximos passos do banco espanhol na entrevista com Fábio Barbosa, presidente do Santander Brasil.

 

Líderes – A integração está totalmente concluída?


Fábio Barbosa –  O atendimento a grandes empresas, as áreas de apoio, todas já estão integradas. Nós estamos agora finalizando a integração das agências, propriamente dita. No mês passado, fizemos um grande evento para unificar as marcas e com isso já temos um único visual. Faltam apenas alguns ajustes para que sejamos um único banco até o final de fevereiro. O grosso já foi feito. 

 

 

Líderes – Como fundir os valores dos dois bancos?


FB – Temos procurado unir o que cada um dos bancos tem de melhor. Trouxemos, por exemplo, a sustentabilidade, que está muito associada à marca do Banco Real, para o Santander. O banco sabe que não há rentabilidade se não houver sustentabilidade. Não é mais uma questão de como compatibilizar as duas coisas.

 

Líderes – Quais os próximos passos do Santander?


FB –  Vamos acelerar o crescimento para poder atender às novas demandas da economia brasileira. Focaremos no financiamento a longo prazo, na expansão do crédito imobiliário, desafios que vão aparecendo. Agora é hora de olhar para a frente, para as oportunidades que o Brasil oferece. Vamos abrir 600 agências até 2013, acompanhando o perfil demográfico do País e das regiões. Para atender todas as classes sociais já estamos trabalhando na readequação de nossa rede de agências.

 

 

Aprovado


MODELO - Exemplares as ações e o posicionamento do poder público carioca e a união das polícias Militar, Civil, Federal,  e Exército na guerra que está sendo travada contra o tráfico de drogas no Rio de Janeiro. Não é a solução final. Mas, certamente, é um positivo começo. 

 

Reprovado


FOME - Em 2009, 5,8% da população brasileira – quase 12 milhões de pessoas – passou fome por não ter recursos suficientes para comprar comida, segundo o IBGE. Apesar de o governo federal querer mostrar um Brasil de conto de fadas, os números revelam que ainda há muito a se fazer. 

 

 

“A maioria das pessoas não planeja fracassar, fracassa por não planejar” John L. Beckley

 

 

Com Mariana Garbin e Daniela Filomeno Pereira