Geral

São Paulo fora da Copa?

A maior e mais rica cidade do Brasil pode ficar fora da Copa do Mundo de 2014? O estádio do Morumbi é carta fora do jogo.

Estão com a razão o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, e o governador paulista, Alberto Goldman, em não colocar dinheiro público na construção de estádios de futebol. Existe, porém, a possibilidade de se construir um novo estádio em Pirituba, com recursos 100% da iniciativa privada. E, se bem planejado, esse projeto pode render bons frutos depois da Copa brasileira. São Paulo pode tirar proveito da situação e transformá-lo em exemplo de boa gestão. Um estádio de Primeiro Mundo, financiado pelo setor privado, numa cidade com a força populacional e econômica de São Paulo, faz sentido com a modernidade, a boa governança e, sobretudo, com o bom-senso.

1 – Quatro rodas         
Velocidade

O grupo português Auto Sueco comprou, da família Feffer, por 41 milhões de euros, a Vocal, a maior rede de concessionárias de caminhões e automóveis da marca Volvo do Brasil e uma das maiores da América Latina. A Vocal faturou, em 2009, 150 milhões de euros. Criado há mais de 75 anos, o grupo Auto Sueco é composto por 67 empresas com atuação em Portugal e em outros 15 países.

 

2 – Consumo       
Nas nuvens

Evo Morales foi às compras. O presidente da Bolívia acaba de adquirir um luxuoso jato de fabricação francesa. O governo boliviano desembolsou US$ 38,7 milhões pelo Dassault Falcon 900 no qual Morales passará a voar…

 

3 – Balança comercial         
Mamma mia

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, chega ao Brasil no dia 28 para uma agenda de dois dias em São Paulo. Vai se encontrar com empresários e fazer uma palestra na Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria. Lançará também as bases do projeto do Ano da Itália no Brasil, que será promovido no segundo semestre de 2011. 
 

32.jpg

 

4 – Inovação made in Rio         
Show blitz

O Rio de Janeiro sempre inova. Para fugir das blitzes que a PM tem montado em grandes corredores da cidade, o carioca descobriu um novo serviço. Jovens com mais de 18 anos, com carteira de habilitação, de camisa de cor chamativa, se oferecem para conduzir o carro até depois da blitz. O proprietário vai ao lado. Depois de passar a salvo pelo local do policiamento, o “motorista” recebe R$ 50. E o proprietário, com índice de álcool elevado no sangue, volta a conduzir o seu bólido. Só no Rio mesmo.

35.jpg

 

5 – Leilão 
Alta-costura

Existem três potenciais compradores para a grife italiana Gianfranco Ferré, controlada pela IT Holding e que foi colocada à venda na última semana. São eles: a empresa americana Prodos Capital Management, a divisão têxtil do grupo sul-coreano Samsung e o fundo privado italiano Palladio Finanziaria. O lance será dado no dia 6 de julho. Independentemente do leilão, a Ferré apresentará ao mercado sua nova coleção, em setembro, na Fashion Week de Milão.

 

6 – Mercado externo 
SUPERCarga

A Algar Agro, braço do setor agrícola do Grupo Algar, acaba de despachar para o porto de Roterdã, na Holanda, um navio cargueiro com 61 mil toneladas de soja. Até o final do ano, oito navios rumarão para o Exterior, somando 650 mil toneladas de soja para exportação em 2010, um crescimento de 55% em relação a 2009.

 

7 – Cultura
Modéstia oriental

Os empresários chineses, quando visitam o Brasil, surpreendem seus pares brasileiros com a forma econômica e humilde de comportamento e gastos. Na última semana, o vice-presidente mundial da maior fabricante de automóveis da China, a Chery, Zhou Biren, chegou ao País viajando de classe econômica e hospedou-se em modesto hotel três-estrelas na avenida 23 de Maio. Almoços de negócios? Só em restaurantes simples, fora do roteiro gastronômico paulistano. Seus dois únicos luxos: comeu carne em uma churrascaria e comprou uma camisa de futebol da Seleção Brasileira. Os chineses são um exemplo de humildade, foco e dedicação. Por isso, estão onde estão.

 

8 – Varejo          
Em expansão

Mal inaugurou a segunda loja brasileira da iTown, que vende produtos da Apple, o Grupo Saraiva já planeja ampliar o negócio. A estratégia agora é abrir outras cinco lojas até o final do ano.

 

9 – Destino
The king David-Jerusalém

O The King David Jerusalem é o hotel mais famoso de Israel. Bem localizado, ele proporciona a seus hóspedes uma imersão histórica. É possível ir a pé para a Old City ou até o movimentado centro de Jerusalém. Isso sem falar na maravilhosa vista que pode ser conferida da janela dos quartos. Conhecido por seu luxuoso serviço, o hotel, que é membro da Leading Hotels of the World, se destaca por sua elegância e pelo cuidado com que trata os hóspedes. São 202 apartamentos e 35 suítes. As diárias custam a partir de US$ 500.
http://www.danhotels-israel.com/kingdavid
 

33.jpg

 

10 – Objeto de desejo 
De Primeira

Já de olho no Dia dos Pais, comemorado em 8 de agosto, a Louis Vuitton brasileira oferece a seus clientes a personalização de produtos. É possível escolher as cores das faixas e das iniciais do proprietário. A customização é feita na Maison Louis Vuitton, em Paris. O preço da mala Pegase (foto) é R$ 6.950. Para o pai privilegiado, é um presentão.

34.jpg

 

11 – Grife
Hotéis Gucci pelo mundo

Elisabetta Gucci, filha do famoso estilista Paolo Gucci, está de olho no Brasil. A empresária encabeça um projeto hoteleiro que prevê aportes nos setores de negócios e de hotéis-butique. Serão abertos mais de 40 empreendimentos nos próximos 15 anos na Ásia, no Oriente Médio e na América do Sul. Só em Dubai, a Gucci e um fundo de investimentos dos Emirados estão investindo 30,4 milhões de euros em um hotel, que terá diárias que vão variar entre US$ 400 e US$ 6.800.

 

12 – Entrevista       

36.jpg
Antonio Lavareda, cientista político

    
 

A disputa presidencial no Brasil nem bem começou e já mostra que será acirrada. Confira a avaliação do cientista político Antonio Lavareda.

Líderes – Quando o eleitor poderá confiar nos políticos?
AL –
 Quando a sociedade se posicionar de forma a ter mais controle sobre as instituições político-administrativas. O Ministério Público já cumpre uma função relevante, mas é importante que se mude o sistema eleitoral. No que diz respeito à escolha de parlamentares, o sistema proporcional com lista aberta e coligações que permanecemos utilizando há quase 60 anos é um absurdo. Este sistema contribui para “autonomizar” o político em relação à sociedade.

Líderes – Quem será o próximo presidente do Brasil?
AL –
 Ciência política não é “mandrakaria”. Neste momento, somente um analista “torcedor” ou irresponsável se atreverá a fornecer um prognóstico definitivo. Estamos nas preliminares. O principal do jogo eleitoral – os 45 dias de televisão e rádio – nem sequer começou.

Líderes –A disputa será forte?
AL – 
Esta eleição será mais disputada do que as anteriores, com exceção da de 1989. Há muitas variáveis envolvidas. As circunstâncias – economia e popularidade do governo – atuam a favor de Dilma Rousseff, a candidata de Lula. Por outro lado, o cotejo das biografias favorece José Serra. Afirmo ainda que, se a candidata Marina Silva tivesse um pouco mais de tempo de tevê e rádio, ela daria um “susto” nos favoritos.

Aprovado

Consumo na copa

A Adidas, que previa vender 1,3 bilhão de euros em produtos relacionados ao futebol, em 2010, elevou sua expectativa. Por conta da Copa, a receita deve chegar a 1,5 bilhão. O lucro, que em 2009 foi de 430 milhões de euros, deve subir para 480 milhões.

Reprovado

Balão

Um balão caiu recentemente no morro dos Cabritos, no Rio de Janeiro, e destruiu uma área de mata equivalente a quatro Maracanãs. Para incentivar a denúncia de fábricas clandestinas de balões, a polícia do Rio aumentou a recompensa do disque-denúncia para R$ 2 mil.

 

“A sabedoria começa na reflexão” Sócrates

 

Com Renata Batochio e Daniela Filomeno Pereira