Economia

Jovem brasileiro prioriza celular e TV a cabo na hora de comprar, diz pesquisa

Estudo entrevistou de 4 mil jovens brasileiros de todas as regiões e classes, entre 18 e 29 anos de todo o País com foco em consumo 

Jovem brasileiro prioriza celular e TV a cabo na hora de comprar, diz pesquisa

A conectividade proporcionada pelo mundo digital deslocou o centro de poder, especialmente quando falamos de informação

Pesquisa Radar Jovem 2015 ouviu mais de 4 mil jovens brasileiros

Pesquisa Radar Jovem 2015 ouviu mais de 4 mil jovens brasileiros

Uma pesquisa inédita realizada entre os jovens brasileiros revela que 55% deles priorizam suas compras em gastos de telecomunicações, como celulares, TV a cabo e Wi-Fi.  De acordo com o estudo Radar Jovem 2015, em seqüência as prioridades são os pagamentos de contas domésticas, com vestuário, transporte e supermercado.

“Hoje os jovens são bombardeados de informações e sugestões de consumo. Para dialogar com esse público é preciso ser assertivo e criar ações estratégicas direcionadas a esse perfil”, afirma Ricardo Buckup, sócio-fundador da empresa B2, responsável pela pesquisa Radar Jovem 2015, trabalho que está em sua terceira edição.

No estudo deste ano foram entrevistados cerca de 4 mil jovens brasileiros de todas as regiões e classes, entre 18 e 29 anos de todo o País com foco em consumo, afirma Buckup. Mais da metade dos entrevistados, que possuem até R$ 1,000 de renda, têm gastos pessoais.

Quase metade desse público possui até R$ 500 para gastar com objetos pessoais. Para os responsáveis pela análise, esses números comprovam que o público jovem tem grande potencial e é responsável por 57% da movimentação financeira do País, o que corresponde a um poder de compra de mais de R$ 32 bilhões ao ano.

Compra à vista

O jovem brasileiro na sua grande maioria prefere fazer suas compras à vista. Segundo o estudo, mais da metade usa o cartão de débito. Na sequência as opções são pagamento em dinheiro (46%), cartão de crédito – única parcela (18%) e apenas 17% preferem parcelar suas compras.

Quando se pergunta ao jovem brasileiro como reduzir seus gastos, os primeiros itens a serem cortados são alguns que anteriormente eram prioridade de compra, como os segmentos de vestuário e restaurantes.

O trabalho perguntou ainda aos jovens em que vale a pena gastar suas economias. Os itens mais citados foram, por ordem, viagem (69%), imóvel (59), MBA ou especialização (57%) e carro (48%).