Economia

Grécia derruba confiança do consumidor na zona do euro


Consumidores nos 16 países que utilizam o euro ficaram mais pessimistas sobre suas perspectivas em maio, enquanto os governos prometiam centenas de bilhões de euros para ajudar a Grécia e outros membros altamente endividados. Hoje, a Comissão Europeia disse que a medida preliminar da confiança do consumidor caiu para -17,5, de -15 em abril. A medição para a União Europeia como um todo também caiu, para -14,7, de -12,3. O declínio na confiança deve preocupar as autoridades da zona do euro, já que sugere que os gastos dos consumidores podem diminuir nos próximos meses, retardando uma recuperação que até agora era fraca e dependente das exportações.

“Isso é uma evidência clara de que a crescente e profunda crise da dívida da zona do euro, e a consequente aceleração atual ou planejada do aperto fiscal em vários países do bloco, está agora empurrando para baixo significativamente a confiança do consumidor”, disse Howard Archer, um economista da IHS Global Insight. Apesar dos vários esquemas de resgate acordados pelos governos da zona do euro, a moeda comum do continente tem caído rapidamente em relação ao dólar, já que os investidores estão com medo de que haja rachas na área da moeda única.

Essas preocupações agora parecem ter se espalhado para os consumidores da zona do euro, que têm sido menos otimistas do que o setor corporativo sobre as perspectivas de recuperação nos últimos meses. Na maioria dos países da zona do euro, os pacotes de auxílio são impopulares entre os eleitores, que podem acabar tendo de pagar impostos mais altos para financiar esses resgates. As vendas do varejo ficaram estáveis em março, sendo que já haviam caído em janeiro e fevereiro. A economia da zona do euro cresceu 0,2% no primeiro trimestre, tendo ficado estável nos últimos três meses de 2009. As informações são da Dow Jones.

Copyright © 2010 Agência Estado. Todos os direitos reservados.