Economia

CNI: medo de ficar sem emprego é o menor desde 2003

É cada vez menor o número de brasileiros com medo de ficar sem trabalho, informa a edição de março da pesquisa “Índice de Medo do Desemprego”, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo a CNI, o índice registrado nesse levantamento, feito de 6 a 10 de março, foi de 82 pontos e é o menor da série histórica, iniciada em 2003 com 110 pontos.

Os 82 pontos significam, pela metodologia da CNI, que o número de pessoas com medo do desemprego caiu 4,1% em relação ao resultado da pesquisa referente ao último trimestre de 2009, realizada em dezembro do ano passado. Pela primeira vez desde 2003, mais da metade dos entrevistados ou 53% afirmaram não estar com medo do desemprego. Em dezembro de 2009, eram 50%.

Desde março de 2009 – auge da crise econômica -, o “Índice de Medo do Desemprego” acumula queda de 15,7%. A pesquisa é realizada pela CNI de três em três meses. Os números divulgados hoje resultaram de 2.002 entrevistas.

Eles mostram – ainda na comparação com dezembro de 2009 – que a proporção de entrevistados com “muito medo” do desemprego caiu de 19% para 15%. Ao mesmo tempo, segundo a CNI, o universo de pessoas que se declaram com “um pouco de medo” do desemprego passou de 31% para 32%.

Copyright © 2010 Agência Estado. Todos os direitos reservados.

Veja também

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?