Dinheiro em Ação

Alta renda, a nova fronteira do BB

Alta renda, a nova fronteira do BB

Com um lucro líquido ajustado de R$ 1,801 bilhão no segundo trimestre, número 40,8% menor do que um ano antes, quando a cifra alcançou R$ 3,040 bilhões, mas 40% maior se comprado ao montante registrado entre janeiro e março deste ano, de R$ 1,286 bilhão, o Banco do Brasil aposta no segmento de alta renda para manter em ascensão sua receita com serviços nos próximos trimestres.  Pouco mais de um ano após o lançamento de uma plataforma digital para  as três faixas de alta renda em que atua, o BB chegou ao final de junho com 4,3 milhões desses clientes e a liderança em número de correntistas do segmento no País. Para elevar esse número para cinco milhões de pessoas ainda em 2016, o banco dirigido por Paulo Cafarelli aposta no Watson, sistema de computação cognitiva da IBM, que é a base de um aplicativo a ser lançado em outubro e que funcionará através de comandos de voz. O app rodará nos sistemas operacionais iOS e Android, da Apple e da Samsung, e a ideia é que, no futuro, evolua para serviços mais sofisticados, como consultoria financeira.

Frigoríficos
A receita da JBS

O lucro líquido da JBS, de Wesley Batista, cresceu 19 vezes no segundo trimestre, a R$ 1,54 bilhão, em comparação com igual intervalo de 2015. O salto resulta da redução das despesas com derivativos para a proteção cambial, de R$ 2 bilhões, em 2015, para R$ 810,3 milhões. A receita de R$ 2,5 bilhões com variação cambial ativa e passiva alavancou a receita financeira líquida para R$ 772,4 milhões no trimestre.

Touro x urso
A vinda dos investidores estrangeiros continua sustentando a alta das ações e a queda do dólar ao longo do mês de agosto. Em um cenário mais desanuviado em termos políticos, os bons resultados de algumas empresas relevantes e a perspectiva de juros baixos nos Estados Unidos e Europa mantêm forte o fluxo de recursos para cá.

Destaque no pregão
Gerdau reforça a têmpera

Na comparação anual, a queda de 30,6% no lucro do segundo trimestre da siderúrgica Gerdau poderia não parecer uma boa notícia. Mas em relação aos três primeiros meses do ano, a alta é impressionante: a maior produtora de aços longos do país, empresa de André Gerdau, saltou de um lucro de R$ 14 milhões para R$ 184 milhões. A produção e as vendas menores foram compensados por vários fatores. Entre eles, o pagamento de R$ 3 bilhões em dívidas, que reduziu a alavancagem da companhia de 4,1 no primeiro trimestre para 3,6 no fim de junho. Outros avanços foram a venda da operação na Espanha e a redução recorde do ciclo financeiro da empresa, que caiu para 71 dias. Era de 83 dias em março e de 92 dias em junho de 2015. No ano, as ações sobem 94,6%.

Palavra do analista: Para a equipe da corretora Um Investimentos, com o recuo nas principais linhas analisadas, espera-se um impacto positivo sobre as ações da companhia. 

BANCOS
BTG anuncia lucro menor

Na quarta-feira 10, o BTG Pactual divulgou um lucro mais enxuto. O banco anunciou um lucro de R$ 940 milhões no segundo trimestre, queda de 12,2% em relação ao primeiro trimestre do ano e de 8,1% ante o mesmo período de 2015. No entanto, o banco fundado por André Esteves celebrou o fim do processo de ajuste que culminou com a venda de parte do banco suíço BSI e da divisão de commodities. No ano, as units sobem 22,1%.

TELEFONIA
Prejuízo da Oi cresce 48%

A Oi, que pediu recuperação judicial em junho, encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido de R$ 656 milhões, 48,3% maior que os R$ 442 milhões do mesmo período de 2015. A operadora teve receita líquida de R$ 6,52 bilhões de abril a junho, queda de 4% sobre 2015 e de 3 % ante o primeiro trimestre de 2016.  A dívida subiu para $ 41,4 bilhões ante os R$ 40,8 bilhões em março. Despesas maiores com tributos e queda na receita corporativa pesaram para o resultado negativo.

MER­CA­DO EM NÚMEROS

VALE
US$ 5 bilhões

É o quanto a mineradora prevê investir, até 2019, no seu projeto S11D, de minério de ferro, em Carajás do Sul, no Pará

ITAÚSA
R$ 2,23 bilhões

Foi o lucro líquido consolidado da holding no segundo trimestre, com alta de 18% sobre o mesmo período de 2015

COSAN
R$ 281,6 milhões

Foi o lucro líquido da companhia no segundo trimestre. No ano passado, esse montante foi de R$ 16,4 milhões 

MARFRIG
R$ 131,9 milhões

Foi o prejuízo líquido no segundo trimestre do ano. De janeiro a março, a companhia havia acumulado perdas de R$ 6,5 milhões

ULTRAPAR
11% 

Foi a alta no lucro líquido do grupo, que reúne as redes Ipiranga, Extrafarma e Ultragaz, a química Oxiteno, e Ultra Cargo, de abril a junho, a R$ 367,1 milhões

(Nota publicada na Edição 980 da Revista Dinheiro)