Dinheiro em Ação

Cai o lucro da MRV

Cai o lucro da MRV

Em 2015, o canteiro de obras da MRV esteve a todo vapor com lançamentos que superaram os números dos últimos quatro anos. Com isso, a empresa conseguiu construir uma receita operacional líquida 13,8% maior do que em 2014, ao alcançar R$ 4,76 bilhões. No entanto, isso não se traduziu em um aumento do lucro líquido, que recuou 24%, para R$ 548 milhões. Com isso, a Citi Corretora alterou a perspectiva para as ações da MRV, passando de uma recomendação de compra para uma posição neutra. O preço-alvo estimado para os papéis foi mantido em R$ 16.

QUE VEM LÁ
IPO da Caixa Seguridade na gaveta

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Caixa Seguridade deve ficar na gaveta até os investidores darem sinal verde para a operação, segundo Marcio Percival, vice-presidente do banco. “O IPO vai depender das condições de mercado, estamos aguardando”, disse.

BANCOS
BB libera R$ 6,7 bi para logística

O Banco do Brasil desembolsou R$ 6,7 bilhões para financiar projetos de infraestrutura de transportes em 2015, o equivalente a 16,3% do total do crédito destinado a investimentos. A fatia voltada à logística é muito maior do que a registrada em 2014, quando o produto representava apenas 2,2% das linhas de repasse. No ano até terça-feira 8, as ações do banco apresentaram uma valorização de 38,2%.

Touro x urso

Se os dez primeiros dias de março fossem um mês completo, a alta de 13,7% no Índice Bovespa seria o maior avanço em quase sete anos, desde abril de 2009. A conjunção entre expectativas de reaquecimento da economia chinesa e um cenário mais provável para o impeachment de Dilma Rousseff animaram os investidores, que passaram a comprar ações. No entanto, quem conhece o mercado adverte que a recuperação pode ter fôlego curto.

TECNOLOGIA
Fundo compra parte da Quality

A Quality Software informou, na terça-feira 8, que vendeu 27,35% do capital social da companhia para o Fundo Capital Tech e 5,5% para o BNDESPar, por um valor não divulgado. A entrada dos sócios vai proporcionar robustez financeira para sustentar o crescimento por aquisições. Participante do mercado de acesso à Bolsa, o Bovespa Mais, a Quality pretende fazer uma oferta pública inicial de ações em 2019.

Destaque no pregão
Parceria australiana da Vale

A Vale pode passar a explorar minério de ferro na China e na Austrália. A mineradora fechou, na noite da segunda-feira 7, um acordo com a concorrente Fortescue Metal Group, empresa australiana que exporta 165 milhões de toneladas por ano, principalmente para o mercado chinês. Pelo acordo, cujos detalhes não foram divulgados, a companhia comandada por Murilo Ferreira poderá, entre outras atividades, distribuir a commodity na China e até mesmo adquirir uma participação minoritária na controladora da Fortescue. O acordo ainda está sujeito à aprovação dos acionistas. No dia seguinte ao anúncio, os papéis PNA da Vale despencaram 14,51%, reduzindo os ganhos do ano para 15,3%. Com isso, a Vale divulgou um novo comunicado, esclarecendo que os objetivos de curto prazo continuam sendo a redução das dívidas e o início das operações do projeto S11D, no Pará.

Palavra do analista: 
Para Andreas Bokkenheuser, analista do UBS, os benefícios da joint-venture para os preços do minério ainda não estão claros. “A Vale pretende ganhar fatia de mercado na China ao oferecer o produto pronto”, escreve o especialista, que avalia as ações como neutras.

MER­CA­DO EM NÚMEROS

CETIP
R$ 128 milhões

Foi o lucro líquido contábil no quarto trimestre, alta de 8,9% na comparação anual. Já a receita líquida cresceu 7,9% para R$ 293 milhões.

VIX LOGÍSTICA
R$ 67,4 milhões

Foi o lucro líquido em 2015, um avanço de 31,7% em relação ao ano anterior. A receita líquida de vendas e serviços da controladora somou R$ 800,1 milhões, queda de 7,7% ante 2014.

ALPARGATAS
R$ 47,8 milhões

Foi o lucro líquido da empresa no quarto trimestre de 2015, o que representa uma queda de 43,6% ante o mesmo período do ano anterior.

GAFISA
90% 

Foi quanto recuou o lucro líquido no quarto trimestre de 2015 para R$ 827 mil. Já a receita líquida caiu 14% para R$ 559,2 milhões.

LOCALIZA
2%

Foi quanto caiu o lucro líquido da empresa em 2015, para R$ 402,4 milhões, enquanto a receita subiu 0,9% para R$ 3,9 bilhões.