Giro

Nos EUA, 60 milhões de doses da Janssen foram descartadas por contaminação

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Doses da vacina foram poduzidas na fábrica de Baltimore e não podem ser usadas por causa de uma possível contaminação; unidade está fechada (Crédito: Arquivo/Agência Brasil )

Enquanto o mundo corre contra o tempo para a produção de vacina contra a covid-19, os Estados Unidos tiveram que se desfazer de cerca de 60 milhões de doses do imunizante da Janssen.

De acordo com o The New York Times, as doses da vacinas da Johnson & Johnson contra o coronavírus produzidas em uma fábrica de Baltimore não podem ser usadas por causa de uma possível contaminação.

+ Promessa de um bilhão de vacinas do G7 não basta, dizem ativistas

A FDA (Food and Drug Administration), ainda segundo a publicação, planeja permitir que cerca de 10 milhões de doses sejam distribuídas nos Estados Unidos ou enviadas para outros países, mas com um alerta de que os reguladores não podem garantir que a Emergent BioSolutions, empresa que opera a fábrica, siga as boas práticas de fabricação.

A fábrica está fechada há dois meses e ainda não há previsão para a reabertura. A estimativa é que mais de 100 milhões de doses da Janssen e outras 70 milhões da AstraZeneca foram suspensas depois que a Emergent descobriu em março que seus funcionários haviam contaminado um lote da vacina da Johnson & Johnson com um ingrediente chave usado para produzir AstraZeneca.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago