Geral

“No Limite”: 8 virtudes da campeã Paula Amorim para inspirar sua carreira

Crédito: Reprodução/Instagram Paula Amorim

Paula Amorim é ex-jogadora de vôlei e participou do BBB18 (Crédito: Reprodução/Instagram Paula Amorim)

Paula Amorim, 32 anos, sagrou-se campeã do programa “No Limite”, da TV Globo, nesta terça-feira (20), e ganhou o prêmio de RS$ 500 mil com 66,77% dos votos. Ex-jogadora de vôlei, ela participou do BBB 18 ao lado de Breno Simões, seu atual companheiro.

Para vencer o reality show, Paula precisou mostrar capacidade física, equilíbrio emocional e principalmente muita força de vontade para superar desafios como comer uma barata de Madagascar viva. Confira as dicas que tornaram Paula campeã e que podem ser úteis para qualquer profissional.

+ Campus Party Digital Edition propõe ‘reiniciar o mundo’

+ Bancos centrais e fundos soberanos estão se tornando mais verdes e ativistas, mostra pesquisa



1 – Determinação: “Eu tentei me entregar de corpo e alma em tudo. Eu me preparei, sabia que iria ser muito difícil. Então desde que eu recebi o convite, vesti a camisa e fui me preparar para estar na minha melhor versão ali. Quando a gente se dedica, a recompensa vem”, comentou Paula Amorim, logo após ser anunciada campeã.

2 – Capacidade de superação: “Podem ter certeza que eu dei o meu máximo, de verdade. Acho que até ultrapassei o meu limite”, disse Amorim em vídeo divulgado nas redes sociais na manhã desta quarta (21).

3 – Dedicação: “Eu acho que eu me dediquei muito. Foi o que eu falei: a gente tem uma recompensa do trabalho que a gente fez”, afirmou, em conversa com Bruno de Luca e Ana Clara.

4 – Controle emocional: “Sou uma pessoa que tenho um bom controle emocional. Não sei se é porque eu sou de Capricórnio, é o meu jeito, sou calma mesmo”.

5 – Estar em boa forma física: “Eu tenho uma formação de atleta, a minha vida desde adolescente foi como atleta. Tive uma boa convivência em grupo, sou bem competitiva, levo a sério os desafios que me passam. E falei para o Zulu: ‘O bom jogador nem sempre ganha o prêmio. Mas o reconhecimento vem de alguma forma'”

6 – Resiliência: “Durante a chuva, acho que eu cheguei no meu limite. Foi muito frio, muito louco, não pensei em desistir”.

7 – Saber trabalho em equipe: “Joguei em vários aspectos, fui bem em prova, ajudei a minha equipe, e também joguei na prova individual da Comida, votei em quem achei que devia votar, joguei da melhor forma que pude”.

8 – Foco: “Ela é braba para ganhar, é focada, ô mulher boa de jogo”, elogiou a participante Íris.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km