Giro

Niterói vacina 227 adolescentes de 16 e 17 anos com comorbidades

A prefeitura de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, vacinou ontem (22) 227 adolescentes com comorbidades ou deficiências permanentes, se tornando a primeira cidade fluminense a imunizar menores de idade contra a covid-19.

O município começou ontem a vacinar os adolescentes das faixas etárias de 16 e 17 anos, e vai continuar hoje a aplicar as doses nesse público. Adolescentes de 12 a 15 anos com comorbidades e deficiências permanentes também receberão a vacina, em um cronograma que será divulgado de acordo com as próximas remessas de doses que chegarem a Niterói.

A previsão da prefeitura é que 2 mil adolescentes sejam vacinados nessa fase da campanha. O imunizante aplicado é o da Pfizer/BioNTech, o único, até o momento, com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária  (Anvisa) para uso em adolescentes.

A vacinação desse grupo está ocorrendo em dois postos da cidade: a Policlínica Carlos Antônio Silva, em São Lourenço, e o drive thru do Campus do Gragoatá da Universidade Federal Fluminense (UFF), em São Domingos.



Niterói já imunizou com a primeira dose 80% dos adultos e prevê iniciar a vacinação dos adolescentes sem comorbidades quando completar o calendário dos maiores de 18. Nesta sexta-feira, a cidade vacina pessoas com 31 anos.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago