Giro

Neil Young vai processar Trump por usar suas músicas em comícios

Crédito: GETTY IMAGES/AFP/Arquivos

(Arquivo) O músico Neil Young - GETTY IMAGES/AFP/Arquivos (Crédito: GETTY IMAGES/AFP/Arquivos)

Neil Young entrará com uma ação a fim de impedir que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, use suas músicas em atos de campanha, segundo documento publicado no site do artista.

Trump pede pena de morte para autor de atentado contra maratona de Boston

A 100 dias das eleições americanas, Trump aposta na “maioria silenciosa”

O músico, 74, afirma que o presidente incorreu em violação de direitos autorais pelo uso das músicas “Rockin’ In The Free World” e “Devil’s Sidewalk” durante um comício em Tulsa, Oklahoma. “O demandante não pode permitir que sua música seja usada como tema para uma campanha divisiva, não americana, de ignorância e ódio”, diz o esboço do documento.

A ação, que busca multas de até 150 mil dólares por infração, não tem data, mas o texto indica que os advogados de Young pretendem levá-la a um tribunal federal em Nova York. O músico criticou várias vezes o uso por Trump de seus sucessos durante a campanha para as eleições presidenciais de novembro, pedindo ao presidente que deixasse de fazê-lo.

Vários artistas de renome internacional, como Pharrell Williams, Rihanna, Aerosmith e Adele, queixaram-se do uso de suas músicas por Trump. Em junho, os Rolling Stones ameaçaram empreender ações legais contra o republicano pelo uso do clássico “You Can’t Always Get What You Want” em atos de campanha.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?