Ciência

Parker Solar se torna a nave espacial mais rápida de todos os tempos

Crédito: Reprodução/NASA

A velocidade atingida pela Sonda Solar é agora de 532 mil km/h e esteve mais perto do Sol, a uma distância de apenas 10,4 milhões de quilômetros. (Crédito: Reprodução/NASA)

A Sonda Parker Solar Probe da NASA, que foi lançada em agosto de 2018, superou o recorde de aproximação do Sol e de maior velocidade atingida por algo produzido na Terra.

Em fevereiro de 2020, foram dois os recordes alcançados. Um deles é o fato de ser o objeto fabricado pelo humano mais rápido do Universo: 393.044 km/h.

O outro foi o fato de ser a nave espacial mais próxima do Sol: 18,6 milhões de quilômetros.

Recentemente esses recordes de fevereiro foram batidos. A velocidade atingida pela Sonda Solar é agora de 532 mil km/h e esteve mais perto do Sol, a uma distância de apenas 10,4 milhões de quilômetros.



NASA consideraria arma nuclear contra um asteroide em direção à Terra

A Parker Solar Probe tem de conseguir superar temperaturas de 1.127 °C para realizar suas missões.  Para tal, usa um escudo térmico, feito à base de carbono, que lhe permite superar tais temperaturas.

Na superfície, a temperatura do Sol atinge os 5.500ºC. Na coroa, a parte mais exterior da sua atmosfera, visível como um anel durante os eclipses, os termômetros chegam aos 2 milhões de graus Celsius.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago