Ciência

“Não sabemos o que está por vir”, diz OMS sobre subvariantes da Ômicron

Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Ghebreyesus pediu para países vacinarem pelo menos 70% de suas populações contra a Covid-19 (Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil)



Apesar da redução de novos casos e óbitos provocados pela Covid-19, o secretário-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, ressaltou a importância de continuar a luta contra o coronavírus. Ele alertou às novas subvariantes da variante Ômicron e voltou a pedir esforço para que os países vacinem ao menos 70% de suas populações.

“As mortes semanais relatadas estão no nível mais baixo desde março de 2020, mas essas tendências, embora bem-vindas, não contam toda a história”, afirmou Ghebreyesus em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (4).

+ Estado de SP tem alta de mortes pela covid-19
+ Pequim restringe transporte público em meio à disseminação da Covid na China

“Em muitos países, estamos essencialmente cegos para as mutações do vírus. Não sabemos o que está por vir”, declarou.




O aumento de casos de Covid é visto em alguns países americanos, África do Sul e também na China e em São Paulo. Ainda não se sabe como as subvariantes BA.4 e BA.5 comportam-se em relação à imunidade vacinal. Nos Estados Unidos, o jornal Los Angeles Times diz que essas variações genéticas têm reinfectado os sobreviventes da Ômicron.

“É muito cedo para saber se essas novas subvariantes podem causar doenças mais graves do que outras subvariantes, mas dados iniciais sugerem que a vacinação permanece protetora contra doenças graves e morte”, argumenta Ghebreyesus. “A vacinação continua sendo a melhor maneira de salvar vidas, proteger sistemas de saúde e minimizar os casos de Covid longa”.







Tópicos

alta imunidade altas taxas de transmissão AstraZeneca atraso da vacinação atraso da vacinação nos países mais carentes BA.4 BA.5 baixa cobertura vacinal Brasil Câmara Câmara aprova MP Câmara dos Deputados campanha de vacinação caráter de cooperação humanitária circulação do vírus SARS-Cov-2 cobertura vacinal colaboração entre as nações cooperação humanitária Covax Facility Covid-19 critérios epidemiológicos custos com o transporte dos imunizantes deputado deputado Paulo Bengtson doação doação de vacinas doação de vacinas da Covid-19 doações doses doses da vacina Sinovac doses do imunizante dotação orçamentária grande parcela da população mundial imunidade imunização indivíduos suscetíveis indivíduos suscetíveis à infecção infecção interrupção da circulação do vírus SARS-Cov-2 medida essencial medida provisória Ministério da Saúde Ministério das Relações Exteriores MP nível de proteção contra o vírus número de casos ÓBITOS óbitos relacionados à infecção país beneficiário países com baixa cobertura vacinal países mais carentes paraguai parecer patógeno Paulo Bengtson pessoas ao redor do planeta planeta plenário população mundial populações proteção contra o vírus questões humanitárias redução drástica no número de casos Relator relator da MP Reservatório reservatório para o vírus SARS-CoV-2 Senado Sinovac subvariante subvariantes Ômicron taxas de transmissão transmissão transmissão do patógeno transporte dos imunizantes vacina sinovac vacinação vacinas contra a covid-19 vacinas da covid-19 vírus vírus SARS-CoV-2