Política

‘Não há orçamento secreto, mas diferentes formas de se fazer emendas’, diz Lira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), negou, nesta segunda-feira, 11, a existência de um esquema capitaneado pelo Palácio do Planalto para conseguir o apoio de parlamentares às pautas do governo. O Estadão revelou no fim de semana que, por meio de um “orçamento secreto”, a manobra destinou R$ 3 bilhões a congressistas, num esquema já chamado de “tratoraço”.

“Não há orçamento secreto, mas diferentes formas de se fazer emendas”, argumentou Lira, em entrevista ao programa Sem Censura, da TV Brasil. O parlamentar disse não acreditar em falta de transparência e fez críticas à reportagem. “Houve excesso por parte do jornalismo”, atacou.

A reportagem do Estadão repercutiu em Brasília nesta segunda-feira. Deputados já articulam a criação de uma “CPI do Tratoraço” para investigar o esquema montado pelo governo de Jair Bolsonaro.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel