Geral

Musk volta atacar autoridades dos EUA após nova polêmica no Twitter

Fundador e CEO da Tesla pode ser afastado da empresa caso justiça o considere culpado por quebra de acordo com agência reguladora financeira

Musk volta atacar autoridades dos EUA após nova polêmica no Twitter

O CEO e fundador da Tesla, Elon Musk, voltou todas as suas cargas contra a Securities and Exchange Commission (SEC), a agência reguladora financeira norte-americana, depois que as autoridades pediram medidas na justiça por um tweet postado por ele na segunda-feira (25). Caso a ação seja levada adiante, Musk pode ser afastado de todas as suas funções da montadora por tempo indeterminado.

“Algo esta errado na supervisão da SEC”, afirmou o bilionário sul-africano, nesta terça-feira (26).

Este é apenas mais um capítulo na ruidosa relação entre CEO da Tesla e as autoridades dos Estados Unidos. O último embate foi em outubro de 2018, quando Musk aceitou deixar a presidência do conselho da montadora para não ser julgado pela SEC em um processo de manipulação do mercado financeiro.

As autoridades acusaram o sul-africano após ele tuitar que cogitava fechar o capital da empresa. Além de se afastar das suas funções no conselho, Musk deveria ter todos os seus tweets sobre a Tesla pré-revisados antes de postar-los e não poderia mais divulgar informações estratégias da empresa em redes sociais.

Tudo parecia tranquilo até esta segunda, quando Musk tuitou que a Tesla provavelmente construiria cerca de meio milhão de carros este ano. Quatro horas depois, Musk alterou seu comentário no Twitter para observar que o ritmo de produção alcançaria uma taxa anualizada de 500.000 unidades até o final do ano.

Para a SEC, a revelação das informações quebrava o acordo feito em 2018, e as autoridades pediram que a justiça dos EUA notificasse Musk. Desde então, Elon tem disparado uma série de ataques contra as autoridades. Ele defende que os dados postados no microblog já haviam sido entregues para a SEC em relatórios.

“A SEC esqueceu de ler a transcrição de ganhos da Tesla, que afirma claramente 350k a 500k. Que embaraçoso …”, postou ele em outra mensagem.

https://twitter.com/elonmusk/status/1100215984713957376

As ações da montadora de veículos elétricos caíram 5% na noite de segunda e mais 2,5% durante a abertura do pregão de terça-feira. No início desta tarde, os papéis reagiram e valorizaram 0,34%. A Tesla é a maior montadora de carros elétricos no mundo e recentemente iniciou a construção de uma nova linha de montagem na China. A empresa é avaliada em US$ 51 bilhões, acima dos US$ 34 bilhões da Ford e quase alcançando os US$ 56 bilhões da GM, a maior montadora de carros dos Estados Unidos.