Giro

Músico que teria sido acusado por engano consegue prisão domiciliar

O músico Luiz Carlos Justino, de 23 anos, preso na última quarta-feira, 2, no centro de Niterói (Região Metropolitana do Rio de Janeiro), durante uma blitz, sob acusação de ter praticado um assalto em novembro de 2017, teve a prisão convertida em domiciliar durante o Plantão Judiciário de sábado, 5. Familiares e amigos de Justino alegam que ele foi acusado e preso por engano.

Reconhecido pela vítima por meio de fotografia, ele tem um álibi: na época do assalto, o músico se apresentava todo domingo de manhã em uma padaria. O crime ocorreu justamente em um domingo de manhã.

Justino foi conduzido para o presídio de Benfica, na zona norte do Rio, onde familiares e amigos dele promoveram um protesto. Sua defesa recorreu à Justiça e o juiz André Luiz Nicolitt, do Plantão Judiciário, converteu a prisão em domiciliar.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?