Finanças

Mudanças em regras de BDRs podem sair ainda neste ano, diz Finkelsztain

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deverá fazer algumas alterações nas regras dos BDRs até o fim deste ano, destaca o presidente da B3, Gilson Finkelsztain. Uma das mudanças que o regulador está debruçado é sobre a possibilidade de empresas brasileiras, que optam em abrir capital no exterior, possam emitir no mercado local BDRs. Hoje, as regras impedem que empresas brasileiras, que abrem capital no exterior, tenham essa opção para negociarem seus papéis também localmente.

Esse assunto veio à tona quando algumas empresas brasileiras, ligadas ao setor de tecnologia, optaram em abrir capital nos Estados Unidos. Uma saída apontada para que parte dessa liquidez ficasse no mercado local seria uma alteração pontual na regra dos BDRs, para permitir essa listagem na bolsa local.

Outra alteração aguardada pelo mercado é acabar com a vedação para que investidores não qualificados comprem os BDRs não-patrocinados.

O BDR não patrocinado é emitido por uma instituição depositária, sem envolvimento da companhia estrangeira emissora dos valores mobiliários lastro, e hoje só pode ser acessado por investidores qualificados com mais de R$ 1 milhão em investimentos.