Artigo

Movida investe R$ 100 milhões na ampliação da frota elétrica

Crédito: Rodrigo Rosenthal

Renato Franklin afirma que o objetivo da Movida é desmistificar a eletrificação e popularizar o segmento no Brasil. Locadora tem 600 veículos eletrificados na frota, atualmente com 187 mil unidades (Crédito: Rodrigo Rosenthal)



Angelo Verotti

A Movida, uma das principais locadoras de carros do País, entrou de vez na campanha de redução de emissão de carbono. A companhia pertencente à holding Simpar anunciou o investimento de R$ 100 milhões para aquisição de 250 veículos elétricos da unidade brasileira da montadora chinesa BYD. As unidades chegarão às lojas de São Paulo em maio e irão se juntar à frota de 600 unidades já à disposição dos clientes. Os modelos adquiridos incluem o TAN EV, SUV de sete lugares, e furgões eT3, voltados aos clientes do Movida Cargo, serviço de locação de veículos utilitários para empresas.

A aliança comercial com a BYD, segundo o CEO da Movida, Renato Franklin, visa fortalecer a meta de eletrificar 20% da frota até 2030, além de reduzir em 30% a emissão de gases de efeito estufa realizada pela locadora. “Queremos reafirmar o nosso protagonismo em promover soluções com alternativas inovadoras e sustentáveis para os clientes”, disse ele, por meio de nota. “Essa iniciativa nos mantém na liderança desse movimento no setor de locação de veículos.”

A frota da Movida tem 187 mil veículos e, para acelerar o processo de eletrificação, a empresa inaugurou em dezembro, em São Paulo, a primeira loja conceito voltada ao segmento. A unidade disponibiliza dez carregadores rápidos, standard, responsáveis por carregar até 25 veículos por dia, e um ultrarrápido. “Estamos sempre buscando sair na frente para atender às demandas do mercado. Nosso objetivo é desmistificar a eletrificação, colaborar para a implementação da cultura do carro elétrico no País, além de popularizar esse tipo de veículo e seus benefícios”, afirmou Franklin. A Movida dispõe também de carros híbridos.




+ Importação de fertilizante pelo Brasil atinge 2 mi t no mês e já supera abril de 2021

Para Henrique Antunes, diretor de vendas da BYD Brasil, “a aliança reforça o compromisso da marca em levar a eletromobilidade ao maior número de brasileiros.” Além de automóveis, caminhões, empilhadeiras e furgões elétricos, a montadora chinesa é especializada em soluções de energia sustentável, como a produção de módulos fotovoltaicos, armazenamento de energia e módulos de bateria.

A Movida tem 170 lojas de aluguel e 75 pontos de vendas de seminovos pelo Brasil. Em 2021, faturou R$ 5,3 bilhões, 30,5% a mais do que no período anterior. O Ebitda consolidado alcançou R$ 2,1 bilhões no ano passado. O lucro líquido atingiu R$ 819,4 milhões, 250,9% maior na comparação anual.