Giro

Motoristas encerram greve de ônibus em São Paulo, informa sindicato

Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil

Os veículos já estão saindo das garagens, segundo o Urbanuss (Crédito: Rovena Rosa / Agência Brasil )



O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (Urbanuss) informou, nesta terça-feira (14), que houve um acordo com os motoristas e cobradores que definiu o reajuste salarial de 12,47% a partir de maio, encerrando a greve iniciada hoje.

“A prefeitura deverá destinar recursos para subsidiar os custos do transporte de passageiros. A operação dos ônibus começou a ser retomada, os veículos já estão saindo das garagens”, diz nota do Urbanuss.

“Foi cruzando os braços que os condutores de São Paulo conseguiram mostrar a importância da categoria para o funcionamento da maior cidade do país. Após 15 horas de paralisação, motoristas, cobradores e profissionais da manutenção terão o reajuste salarial retroativo à 1º de maio. A greve foi suspensa, outras reivindicações seguirão em negociação”, escreveu o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo, no Facebook.

Greve de ônibus em SP: valor de corrida por aplicativo mais que dobra




O presidente da entidade, Valmir Santana da Paz, informou que antes do julgamento do dissídio pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), agendado para esta quarta-feira (15), o setor patronal convocou o sindicato para uma reunião, concordando com a principal reivindicação da categoria em relação ao reajuste salarial de 12,47%, retroativo a 1º de maio, que também deverá ser aplicado no ticket-refeição.

“Com o reconhecimento da data-base e o reajuste pleiteado, a greve foi suspensa. Os trabalhadores mostraram sua determinação e força junto ao sindicato. Com o reajuste garantido, debateremos outras questões que ainda estão pendentes como o fim do horário de almoço não remunerado, PLR e o pagamento de 100% das horas extras. Tais assuntos deverão ser debatidos em até 5 dias úteis”, disse Valmir.

O sindicato informou também que foi garantido que não será descontado o dia dos trabalhadores que aderiram a greve desde a zero hora desta terça-feira, na capital paulista, e o julgamento do dissídio pelo TRT deve ser suspenso. “Na semana que vem, teremos as pendências das reivindicações concluídas”, finalizou Valmir Santana da Paz, Sorriso.


Em nota, a Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informou que a paralisação de linhas de ônibus municipais foi encerrada às 15h20 desta terça-feira, após negociação entre trabalhadores e empresários.

“O atendimento nas 713 linhas paralisadas está sendo retomado de forma gradativa e deverá se normalizar até o fim do dia. A SPTrans monitora o retorno da frota da cidade para minimizar os impactos na população”, diz nota da prefeitura.

“A SPTrans lamenta o descumprimento da decisão liminar na Justiça do Trabalho que determinou a manutenção de 80% da frota operando nos horários de pico e 60% nos demais horários, e irá autuar as empresas pelo não cumprimento das viagens, que afetou os deslocamentos de 2,7 milhões de passageiros. Neste momento, seis empresas já começaram a retornar à operação”, completa.

Relação de empresas cuja frota está circulando gradativamente

– Express (Zona Leste);
– Via Sudeste (Zona Sudeste);
– KBPX (Zona Sul);
– Gatusa (Zona Sul);
– Viação Metrópole (Zona Sul);
– Transppass (Zona Oeste)

Relação de empresas com a operação paralisada em suas garagens:

– Santa Brígida (Zona Norte);
– Gato Preto (Zona Norte);
– Sambaíba (Zona Norte);
– Viação Metrópole (Zona Leste);
– Ambiental (Zona Leste);
– Campo Belo (Zona Sul);
– Viação Grajaú (Zona Sul);
– MobiBrasil (Zona Sul); e
– Gato Preto (Zona Oeste).

Relação das empresas operando normalmente – Grupo Local de Distribuição

– Norte Buss (Zona Norte)
– Spencer (Zona Norte)
– Transunião (Zona Leste)
– UPBUS (Zona Leste)
– Pêssego (Zona Leste)
– Allibus (Zona Leste)
– Transunião (Zona Sudeste)
– MoveBuss (Zona Leste)
– A2 Transportes (Zona Sul)
– Transwolff (Zona Sul)
– Transcap (Zona Oeste)
– Alfa Rodobus (Zona Oeste)






Tópicos

99 99 app 99 uber acordo com os motoristas e cobradores aplicativo de mobilidade uber aplicativo de transporte Uber app 99 app Uber Assembleia atestado médico aumento real base de motoristas em alta capital paulista carta do presidente-executivo categoria motoristas cobradores cobradores cobradores ônibus Confirmada greve de motoristas de ônibus em São Paulo? convenção coletiva corte de gastos com marketing e incentivo custos do transporte de passageiros Dara Khosrowshahi decisão liminar demonstrações financeiras Uber desaceleração da Uber desaceleração de contratação da Uber ebitda empresa de transporte de passageiros empresários empresas concessionárias fim da hora de almoço não remunerada fim das nomenclaturas no setor de manutenção fim do desconto no vale refeição fluxo de caixa Uber frota garantia da data-base gastos menos eficientes com marketing e incentivo serão retirados greve Greve canelada greve cobradores ônibus Greve cobradores SP cancelada greve de motoristas cobradores Greve de motoristas ônibus São Paulo Greve de motoristas ônibus SP greve de motoristas SP Greve de ônibus greve de ônibus em São Paulo greve de ônibus em sp greve dos motoristas de ônibus greve faz preço apps transporte dobrar greve motoristas cobradores greve motoristas ônibus greve motoristas ônibus São Paulo Greve motoristas ônibus SP greve motoristas SP cancelada grupo local de distribuição não havia sido afetado até as 6 horas horários de pico inflação Justiça do Trabalho mais deliberados sobre quando e onde aumentar o número de funcionários melhorias no plano de saúde menor alta nas contratações Ministério Público do Trabalho motoristas motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo greve Motoristas e cobradores de ônibus de SP Motoristas e cobradores ônibus SP greve Motoristas encerram greve de ônibus Motoristas ônibus mudança sísmica no sentimento dos investidores multa diária negociações salariais negociações trabalhistas ônibus operação dos ônibus operação em todas as garagens dos grupos estrutural e de articulação regional foi interrompida operação todas garagens dos grupos estrutural e de articulação regional foi interrompida operadores de ônibus paralisação cobradores ônibus paralisação do transporte público urbano por ônibus paralisação motoristas ônibus participação nos lucros pedir uber perda no primeiro trimestre poder público população de são paulo preço transporte aplicativos preço transporte apps dobram greve preços variam acordo demanda Uber preços variam demanda prefeitura presidente do Sindmotoristas proposta salarial queda em contratações da Uber reajuste reajuste inferior à inflação reajuste salarial reajustes no vale refeição recuperação no número de corridas recursos para subsidiar os custos do transporte de passageiros Redução na contratação da Uber resultados da Meta salários salários dos trabalhadores São Paulo greve de motoristas São Paulo greve de motoristas cobradores São Paulo tem greve de motoristas São Paulo Transporte Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo Sindicato dos Motoristas Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo Sindmotoristas site CNBC SP SP greve motoristas cobradores SPTrans trabalhadores transporte transporte aplicativos transporte de passageiros transporte por apps Uber uber - reclame aqui uber aplicativo uber assaltos uber brasil uber combustíveis uber dificuldades uber login uber motorista Uber online Uber países Uber preços dinâmico demanda Uber preços dinâmicos Uber preços variam acordo demanda uber reclamações Updated Urbanuss Vai ter greve de cobradores de ônibus em São Paulo? vai ter greve de motoristas de ônibus em São Paulo? Valdevan Noventa valor de corrida por aplicativo mais que dobra veículos já estão saindo das garagens