Giro

Morreu Félix Rohatyn, financista que salvou Nova York da falência

Morreu Félix Rohatyn, financista que salvou Nova York da falência

Félix Rohatyn - AFP/Arquivos

Félix Rohatyn, uma importante figura de Wall Street que salvou Nova York da falência morreu no sábado, aos 91 anos, em sua casa em Manhattan, anunciou seu filho citado pelo New York Times.

Este refugiado judeu nascido na Áustria e naturalizado americano tornou-se conhecido no campo das finanças, acumulando sucessos no setor de fusões e aquisições e no prestigiado banco de investimentos Lazard Frères (hoje Lazard).

Negociador hábil, tornou-se consultor das elites políticas americanas e de inúmeros empresários, construindo uma reputação de homem capaz de encontrar uma solução aceitável para os problemas mais difíceis. Eles o chamavam de “Felix, o reparador”.

Essa qualidade lhe rendeu a missão de salvar Nova York da falência na década de 1970, quando a cidade estava desmoronando. Uma tarefa que levaria muito mais tempo do que o planejado inicialmente, supervisionando as finanças da cidade por 18 anos.

“A vida extraordinária de Félix Rohatyn é uma história emblemática de Nova York”, disse o prefeito da cidade, Bill de Blasio.

Tópicos

morte Wall Street