Giro

Morre menina que teve perna amputada depois de desfile na Sapucaí

Crédito: Reprodução - redes sociais

Menina de 11 anos foi atropelada por abre-alas da Em Cima da Hora durante desfile das escolas no Rio de Janeiro e chegou a ter a perna amputada (Crédito: Reprodução - redes sociais )

Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, morreu no início da tarde desta sexta-feira (22). Ela foi atropelada por abre-alas da escola de samba Em Cima da Hora durante desfile no Rio de Janeiro. Ela foi prensada entre um poste e o carro alegórico da escola e chegou a perder a perna direita durante uma cirurgia complexa. Internada em estado gravíssimo no Hospital Souza Aguiar, no Centro da cidade, Raquel teria tido uma hemorragia interna.

A mãe de Raquel, Marcela Portelinha Antunes, que está grávida, passou mal ao saber que a criança tinha amputado uma das pernas e foi levada para casa, segundo a TV Globo.



+ Rio: menina atropelada por carro alegórico tem perna amputada

O acidente aconteceu na saída do Sambódromo, na Rua Frei Caneca. A vítima teria subido no carro alegórico da Escola Em Cima da Hora enquanto a mãe observava a passagem de outras agremiações na avenida. Neste instante, o veículo passou em um trecho estreito e as pernas da menina foram prensadas contra um poste, conforme o jornal O Estado de S. Paulo.

A entrada dos desfiles da Série Ouro precisou ser adiada por cerca de uma hora por causa da perícia da Polícia Civil. Durante esse intervalo, a via ficou interditada.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Nesta quinta-feira (21), o Ministério Público do Rio de Janeiro disse que o desfile das escolas de samba da Série Ouro que foi realizado na Sapucaí na noite desta quarta-feira (20) teria violado normas de segurança determinadas pela Justiça.

De acordo com o g1, o Ministério Público afirma que vai tomar providências na 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Infância e da Juventude da capital pelo descumprimento das determinações por parte dos realizadores do evento.