Moody’s eleva rating da Rússia para Baa3, que passa a ter grau de investimento

A agência de classificação de risco Moody’s elevou a nota de crédito de longo prazo e em escala global da Moody’s de Ba1 para Baa3 e alterou a perspectiva de positiva para estável. Com a elevação do rating, a Rússia passou a ter grau de investimento de acordo com a classificação da Moody’s.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, a agência aponta que o “upgrade” reflete o impacto positivo das políticas implementadas nos últimos anos que tinham como finalidade fortalecer as finanças públicas e as contas externas russas, além de reduzir a vulnerabilidade do país a choques externos, incluindo novas sanções econômicas. “A perspectiva estável reflete riscos de crédito positivos e negativos equilibrados”, pontua a Moody’s.

Para a agência, a vulnerabilidade do rating soberano da Rússia “diminuiu significativamente” e não mais restringe o rating soberano do país. Na avaliação da Moody’s, o impacto de novas sanções, que seriam “a fonte mais provável de choques nos próximos meses”, pode ser contido sem danos materiais ao perfil de crédito do país. Ainda de acordo com a agência, “há uma probabilidade razoavelmente alta de novas sanções serem aplicadas pelos Estados Unidos nos próximos meses”.