Negócios

Montadoras asiáticas lideram ranking de usados

Pesquisa da InstaCarro aponta as montadoras que sofrem menos (e mais) com a depreciação no mercado de usados

Os carros das japonesas Toyota e Honda, além da coreana Hyundai, são os que conseguem um melhor valor de revenda. É o que aponta um levantamento realizado pelo InstaCarro — startup de venda de carros — a partir de dados coletados ao longo do ano passado, na base de dados da empresa.
A lógica do InstaCarro é intrigante. Toda vez que um usuário vende um veículo no aplicativo, ele sugere um valor. A valorização ou desvalorização acontece no momento do leilão. E, essas montadoras asiáticas, conseguem até melhorar o valor original do pedido do cliente. Por exemplo: se um usuário oferta um carro por R$ 30 mil, os compradores entram em um leilão e o que fizer a melhor oferta leva. Ou seja, a melhor oferta pode ficar abaixo ou acima do valor esperado. Quando fica acima, entende-se que houve valorização.

No ranking de 13 montadoras, os modelos das três marcas asiáticas foram os únicos que tiveram valorização. Confira os resultados a seguir:

TOYOTA: 7%

Toyota
Toyota Corolla, mito da indústria automobilística, vai surpreender o mercado com uma versão híbrida com motor flex na próxima geração

 

HONDA: 6%

Honda
Novo Honda Civic 1.5 Touring de R$ 124.900: para ter acesso ao seu motor turbo, o consumidor gasta R$ 34.910 a mais do que no Chevrolet Cruze turbinado (foto: Divulgação)

HYUNDAI: 5%

Hyundai
Hyundai HB20: inovador em seu segmento e bem construído, o coreano deixou lições importantes para as montadoras tradicionais. (foto: Divulgação)

SUZUKI: 0%

Suzuki
Suzuki Vitara, o carro chefe da companhia japonesa no Brasil

NISSAN: -1%

Nissan
A montadora japonesa Nissan lança o X-Trail, neste ano, no Brasil

VOLKSWAGEN: -4%

Volkswagen
VW Polo: ótima arrancada em janeiro, com a quarta posição no ranking geral e o primeiro lugar entre os carros da Volkswagen

CITROËN: -6%

Citroen
Alternativa: o Citroën C3 é um dos modelos produzidos na fábrica de Porto Real (RJ), que vem se destacando como um polo de exportação do grupo (Crédito:Divulgação)

FORD: -6%

Ford
Ford Mustang: um monstro de 466 cavalos com câmbio de dez marchas, pronto para a pista ou para a cidade, lançado este ano no Brasil (Crédito:Divulgação)

CHEVROLET: -9%

Chevrolet
Chevrolet Spin: praticamente sozinho em seu nicho de mercado, é preferido por 39 a cada 40 comprovadores de minivans (Crédito:Divulgação)

FIAT: -11%

Fiat
Fiat Palio: durante 22 anos no mercado, teve vendas expressivas, conseguiu ser o carro mais vendido de 2014 e deixa um legado importante (Crédito:Divulgação)

RENAULT: -11%

Renault
Renault Kwid: novo queridinho dos brasileiros, conseguiu o segundo lugar em setembro, mas ainda precisa provar nos próximos meses que será um campeão. (Crédito:Roberto Assunção)

JAC: -12%

JAC
JAC T40: Carro completão e barato. O problema é o receito com marcas chinesas

PEUGEOT: -15%

Peugeot
O eficiente Peugeot 208 com motor 1.2, um dos carros mais econômicos do Brasil, paga mais imposto do que um veículo 1.0 com tecnologia ultrapassada (Crédito: PSA)