Edição nº 1126 20.06 Ver ediçõs anteriores

Moda startup

Os empresários Eduardo Glitz (à esq.), Pedro Englert (à dir.) e Marcelo Maisonnave se especializaram em investir em startups de tecnologia como fintechs e plataformas digitais de conteúdo. Mas, não contentes em estimular apenas o ecossistema das startups, eles resolveram dar uma força ao guarda-roupas dos chamados “startupeiros” e investiram na Yuool, marca de tênis feitos com lã de Merino, uma das mais nobres do mundo. “Acabou virando moda entre os donos de startups”, diz Eduardo Glitz. Os pares custam, em média, R$ 349 e são vendidos apenas pela internet. Por enquanto, estão sendo produzidos e vendidos 2,5 mil pares por mês. Mas o negócio vai ganhar tração. A Yuool acaba de montar uma filial na Itália para atender todo o mercado europeu. “E também estamos conversando com representantes nos Estados Unidos”, diz Glitz.

(Nota publicada na Edição 1094 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Ralphe Manzoni Jr.)


Mais posts

A gente não quer só salário

Em um processo seletivo, só o salário oferecido não basta para atrair bons profissionais. Para 40% dos entrevistados pelo 8º Índice de [...]

Eurofarma olha para fora

O laboratório brasileiro Eurofarma, uma das maiores do setor na América Latina e com negócios em 20 países, vai intensificar seu [...]

Mais um rival para o Netflix

Foi no início da década de 1960 que a BKS começou a entrar nos lares brasileiros – e já naquela época, por meio da televisão. [...]

Veloe não perde tempo

A guerra do mercado de pagamento eletrônico de pedágios se acirra mais a cada dia. Ao mesmo tempo em que o banco digital C6 inicia [...]

Plano de engorda dos lucros

O mercado de produtos naturebas nunca cresceu tanto como nos últimos anos – e deve ganhar ainda mais musculatura daqui para frente. [...]
Ver mais