Negócios

Mobly faz a lição de casa

Crédito: Fernando Cavalcanti

Os novos formatos de trabalho, sejam elas em home office, anywhere office ou híbrido, têm turbinado as vendas da Mobly, um dos maiores e-commerce de móveis do País. No primeiro trimestre deste ano, na comparação com igual período de 2020, a receita subiu 34,5%, para R$ 152,9 milhões de janeiro a março.

No mesmo intervalo, o lucro cresceu para R$ 59,8 milhões, alta de 31,5%. Para o CEO e fundador, Victor Noda, a empresa fez a lição de casa diante do cenário de pandemia e desafios macroeconômicos, como alta da inflação e do desemprego. “Entre muitas medidas, implementamos diversas iniciativas para a melhoria do capital de giro, reduzindo prazos de recebíveis, aumentando prazos de pagamento e diminuindo os estoques, que serão refletidas já nos resultados dos próximos trimestres”, afirmou.

O choque de gestão impactou no balanço. Mesmo com a alta dos combustíveis, os custos logísticos da companhia foram reduzidos em 22,9%, para R$ 19,4 milhões no primeiro trimestre. Dentro ou fora de casa, a lição precisa ser feita.

(Nota publicada na edição 1273 da Revista Dinheiro)