Giro

Missões à Marte abrem rivalidade geopolítica no espaço

Crédito: Reprodução/Pexels

Neste mês, missões dos Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos e China chegaram à Marte para começar a exploração ao planeta vermelho. (Crédito: Reprodução/Pexels)



Em julho de 2020, os Estados Unidos, China e Emirados Árabes Unidos lançaram três missões distintas na esperança de chegar a Marte. Os EUA e a China esperam explorar a terra de Marte usando rovers, enquanto os Emirados Árabes Unidos vão se concentrar em observar o planeta de cima usando um orbitador.

Este é um momento sem precedentes na competição espacial. A sonda Hope dos Emirados Árabes Unidos entrou em órbita com sucesso em 9 de fevereiro e agora continuará estudando a atmosfera do planeta enviando imagens de alta resolução de volta para a Terra, se tornando a primeira de seu tipo em qualquer nação árabe.

+ Nasa divulga panorâmica feita pelo veículo-robô Perseverance em Marte

A espaçonave Tianwen-1 da China juntou-se ao Hope em 10 de fevereiro (apenas um dia depois que a espaçonave dos Emirados Árabes Unidos chegou ao seu destino) e se tornará a primeira expedição a observar Marte da órbita, posicionar um módulo de pouso e um rover com uma sonda. Para os EUA, seu rover Perseverance, que pousou no dia 18 de fevereiro, é a nona missão da NASA a Marte.

Só em 2003 outro país entrou na corrida espacial. O Japão lançou sua espaçonave Nozomi em 4 de julho, mas ela não conseguiu entrar em órbita em dezembro após ter chegado a Marte.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


A Agência Espacial Europeia foi a próxima a tentar chegar a Marte com seu orbitador chamado Mars Express / Beagle 2, lançado em 2 de junho de 2003, mas o módulo foi perdido na chegada em 25 de dezembro. No entanto, o orbitador completou sua missão principal em novembro de 2005.

A primeira tentativa da China, a missão Yinghuo-1, foi um orbitador transportado pela missão Fobos-Grunt da Rússia em 2011. O Fobos-Grunt falhou, o que significa que a primeira tentativa da China também falhou.


A Índia orbitou Marte com sucesso em 2014 com sua missão Mars Orbiter e conseguiu fazer a imagem de todo o planeta. No total, apenas os EUA, a União Soviética, a Índia e a Agência Espacial Europeia concluíram com êxito as missões a Marte.

A competição no espaço vem ocorrendo desde a Corrida Espacial da Guerra Fria, na qual a União Soviética e os Estados Unidos lutaram para se tornar a primeira nação a alcançar o primeiro lugar em capacidade de voo espacial. Em 1957, a União Soviética foi a primeira nação do mundo a realizar um lançamento bem-sucedido no espaço com o Sputnik-1. Os EUA foram o primeiro país a pousar humanos na Lua com a Apollo 11 em 20 de julho de 1969.

A Corrida Espacial estabeleceu o precedente para que a competição alcançasse os primeiros lugares no espaço, já que durante a Guerra Fria qualquer avanço tecnológico sobre o outro país era visto como uma grande vantagem.

O progresso tecnológico que veio da corrida espacial e as pesquisas que levaram a ele são inestimáveis. A inteligência e os dados que essas três missões poderão obter serão extremamente benéficos, e o simbolismo de dois novos países entrando na corrida espacial é monumental.

Os acontecimentos dos próximos dias são completamente incomparáveis ​​com o que vimos antes, e será fascinante observar as missões e seus sucessos, bem como observar como isso afeta as tensões geopolíticas do mundo hoje.