Ciência

Missão revela segredos do lado oculto da Lua

Crédito: Reprodução/YouTube

Rover chamado Yutu-2 explora a cratera Von Karman, na Bacia do Polo-Sul Aitken (Crédito: Reprodução/YouTube)


A missão chinesa Chang’e-4, primeira a conseguir pousar no outro lado da Lua e a descobrir a presença de minerais olivina, está próxima de desvenda novos segredos lunares. Recentemente encontrou crateras com poeira e características que podem abrir o caminho para entender melhor a evolução da Lua. E, se possível, comprovar se existe ou não um oceano de magma, teoria que nunca foi confirmada.

Recentemente, implantou um rover chamado Yutu-2 na cratera Von Karman para explorar a Bacia do Polo-Sul Aitken, segundo a Agência Brasil. Por ora, o Yutu-2 descobriu que a cratera está localizada em uma área com rochas soltas e poeira pulverizadas, com uma espessura de 39 pés. Tudo é bem parecido com os que os astronautas da Apollo constataram.

+ Estrela Betelgeuse perde luminosidade e deixa astrônomos em alerta
+ Brasileiros batizam estrela e planeta de Guarani e Tupi 

O veículo espacial tem um Radar Penetrante Lunar. Segundo Li Chunlai, professor de investigação e vice-diretor do Observatório nacional da china, da Academia de Ciências, a superfície do local é muito mais transparente para ondas de rádio.

A abundância de depósitos na cratera, provavelmente, existe devido ao vasto número de meteoritos e outros detritos que impactam na superfície lunar. E por meio dessas crateras que é possível aprender mais sobre a formação da Lua.

De acordo com a Agência Brasil, ainda neste ano a China enviará a sonda Chang’e-5, para somar esforços e, se possível, trazer para a Terra as amostras recolhidas.