Política

Ministros do STF se reúnem após declarações de Bolsonaro

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, irá se pronunciar nesta quarta-feira (8) sobre discurso de Bolsonaro (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Após o presidente Jair Bolsonaro ameaçar descumprir decisões judiciais e pedir a renúncia do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), neste 7 de Setembro, o presidente da Corte, Luiz Fux, fará um pronunciamento em nome dos integrantes da corte na próxima sessão, marcada para esta quarta-feira, 8. O teor da manifestação do presidente do Supremo foi debatido entre todos os integrantes da Corte, no início da noite desta terça-feira.

“Político medíocre”, afirma ex-ministro Celso de Mello sobre Bolsonaro



Ao longo do Dia da Independência, os ministros acompanharam as manifestações que, nos bastidores, avaliaram como eleitoreiras, mas, ainda assim, bastante graves.

A interpretação dos magistrados ouvidos pelo Estadão foi de que Bolsonaro aprofunda as ameaças que já vinha fazendo nos últimos dias – o que, em si, não é uma novidade. Para esses ministros, os atos de 7 de Setembro serviram de palanque eleitoral do presidente, em que a sua equipe coletou imagens e discursos para exibição nas eleições de 2022.

A um interlocutor, um ministro da Corte falou que a única forma de destituir um ministro do Supremo é a aprovação de um pedido de impeachment no Senado Federal. O pedido encaminhado por Bolsonaro para o impeachment de Alexandre de Moraes já foi arquivado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



Alvo preferencial dos ataques de Bolsonaro, Moraes se manifestou no Twitter mais cedo, quando Bolsonaro já havia feito ameaças à Corte no discurso de Brasília. “Nesse Sete de Setembro, comemoramos nossa Independência, que garantiu nossa Liberdade e que somente se fortalece com absoluto respeito a Democracia”, escreveu Alexandre de Moraes.

No discurso em São Paulo, Bolsonaro subiu o tom, chamou Alexandre de Moraes de “canalha”, pediu para ele “sair” e disse que, a partir de agora, não vai obedecer nenhuma decisão que parta dele.



Tópicos

7 de Brasília 7 de setembro 7 de setembro 2021 7 de setembro Alexandre de Moraes 7 de setembro apoio 7 de setembro atos 7 de setembro bolsonaro 7 de setembro cursos 7 de setembro discursos de ódio 7 de setembro em inglês 7 de setembro envolvimento militares 7 de setembro governadores 7 de setembro independência 7 de setembro independência do brasil 7 de setembro manifestações 7 de setembro ofendas 7 de setembro planalto 7 de setembro PM 7 de setembro polícia militar 7 de setembro post 7 de setembro prefeitos 7 de setembro programação 7 de setembro protesto 7 de setembro ruas 7 de setembro signo 7 de setembro stf 7 de setembro violência Alexandre de Moares Alexandre de Moraes anonymous 7 de setembro ataques atos Bolsonaro Bolsonaro 7 de setembro Bolsonaro ameaças Bolsonaro antidemocrático Bolsonaro apoiadores Bolsonaro corno Bolsonaro nazista? Bolsonaro provocações Bolsonaro supremo Bolsonaro tudo ou nada Bom dia 7 de setembro bom dia de 7 de setembro bom feriado caminhoneiros vão parar dia 7 de setembro? CARLA ZAMBELLI 7 de setembro como esta a manifestacao de 7 de setembro desfile militar DORIA GOLPE 7 DE SETEMBRO golpe de estado 7 de setembro Greve dos caminhoneiros imagem da bandeira do brasil 7 de setembro impeachment impeachment bolsonaro INDEPENDÊNCIA DO BRASIL JAIR BOLSONARO João Doria jornais repercussão Luís Roberto Barroso manifestação manifestação 7 de setembro manifestação 7 de setembro local manifestação 7 de setembro rodovias manifestação 7 de setembro rodovias sp manifestação hj manifestação hoje marco regulatório da internet máscara Mídia internacional mídia internacional repercussão MP da fake News multa Bolsonaro Noam Chomsky O que abre e fecha no feriado 7 de setembro 2021? o que comemoramos no dia 7 de setembro protestos mídia PSDB QUE É O FERIADO 7 DE SETEMBRO? reunião STF valor multa Bolsonaro