Ciência

Ministro britânico elogia uso da dexametasona contra Covid-19

Crédito: 10 Downing Street/AFP

Secretário britânico da Saúde, Matt Hancock, em entrevista coletiva sobre os últimos dados da crise do coronavírus, em Downing Street, centro de Londres (Crédito: 10 Downing Street/AFP)

O ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, se mostrou otimista nesta quarta-feira (17) após bons resultados do uso do esteroide dexametasona no tratamento de pacientes com coronavírus.

Testes anunciados ontem (16) indicaram que a dexametasona, usada originalmente para redução de inflamações e doenças como artrite, reduziu as taxas de mortalidade em um terço dos paciente que estavam com a Covid-19 em estágio mais avançado.

+ Dexametasona reduz risco de morte em pacientes com covid-19, diz Universidade de Oxford
+ No mundo, há 153 drogas e vacinas contra covid-19 em teste

Hancock disse à Sky News que essa é “uma das melhores notícias que tivemos durante toda a crise”, já que o remédio reduz as chances de um paciente morrer após partir para o uso de um respirador mecânico.

Ele comentou que o potencial da droga foi observado pela primeira vez em fevereiro e já em março o governo britânico recebeu liberação para comprar o remédio.

Ainda não se sabe se o remédio será usado em todo o Reino Unido ou se apenas na Inglaterra.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?