Economia

Ministra do Canadá faz ressalvas a propostas dos EUA para o comércio

A ministra das Relações Exteriores canadense, Chrystia Freeland, disse ser contrária à proposta de um imposto ajustado na fronteira, defendida por congressistas do Partido Republicano nos Estados Unidos. A autoridade advertiu ainda que o país dela iria “responder apropriadamente”, sem dar detalhes, caso as exportações canadenses repentinamente enfrentassem tarifas nos EUA.

As tarifas “seriam mutuamente negativas tanto para o Canadá quanto para os EUA”, afirmou Freeland a repórteres em teleconferência de Washington, após dois dias de conversas que incluíram uma reunião com o secretário de Estado americano, Rex Tillerson.

A ministra acrescentou que o debate sobre a reforma tributária e o suposto imposto na fronteira está em estágio inicial e que há visões diferentes sobre o plano. “Nós não sabemos qual a posição dos EUA em relação à noção de tarifas. Mas eu deixo isso muito claro – o Canadá avalia que seria uma má ideia.”

Três quartos de todas as exportações canadenses – o equivalente a um quinto do Produto Interno Bruto (PIB) do Canadá – vão para os EUA. A ministra disse que ainda é muito cedo para saber qual será a ideia do governo do presidente americano, Donald Trump, para mudar o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês), que envolve também o México. Fonte: Dow Jones Newswires.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

Canadá comércio EUA