Dinheiro na Semana

Ministério da saúde viola regras até do twitter

Crédito: Alice Vergueiro

Não bastasse o negacionismo em relação à gravidade da Covid-19, o não planejamento para ter vacina e descobrir que insumos podem faltar, o ministério do Exército da Saúde do general Pazuello lançou um app em que chegou a recomendar “tratamento precoce” — o que não está cientificamente aprovado. No Twitter, a postagem com a hashtag #nãoespere, sobre o tal tratamento, já havia levado bronca da plataforma: “Este post violou as regras sobre a publicação de informações falsas e potencialmente prejudiciais em relação à Covid-19”. A despeito de tudo isso, o País começou finalmente a vacinar seus cidadãos no domingo (17). Com a Coronavac, em São Paulo. A primeira a receber a dose foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos (foto). Na quarta-feira (20) o número de mortos ultrapassava 212 mil pessoas, incluindo as vítimas do colapso do sistema de saúde no Amazonas, onde faltou oxigênio nos hospitais. Foi preciso aceitar ajuda da Venezuela.

MERKEL HIGHLANDER

Filip Singer

A chanceler alemã que lidera o país há 15 anos começa a se relacionar com o quarto presidente americano. Angela Merkel já conviveu com George Bush, Barack Obama e Donald Trump. Adivinhe o único com quem não se deu bem? Sim, Trump. Eles se desentenderam sobre tudo: Otan, comércio internacional, clima, acordo nuclear iraniano… Sobre Joe Biden, políticos e lideranças empresariais afirmam que a tensão nas relações entre os dois países não deverá desaparecer instantaneamente.

ECONOMIA DA CHINA SE RECUPERA EM V

Divulgação

Copo meio cheio ou meio vazio? Enchendo seria a resposta mais adequada. O PIB de 2020, anunciado segunda-feira (18), teve alta de 2,3%. O pior em 44 anos, destacaram alguns veículos de informação. Para outros, chamou a atenção o crescimento do quarto trimestre, de 6,5% — acima do esperado —, o que indica recuperação em curso. E em V.

VOU DAR UMA SUMIDINHA ALI E JÁ VOLTO

Divulgação

Sem ser visto em público desde outubro, Jack Ma, o bilionário fundador do grupo chinês Alibaba, reapareceu na quarta-feira (20) em um evento on-line para professores. Sua reaparição fez as ações da empresa subirem 8% em Hong Kong.

O SORTUDO DA SEMANA

Britta Pedersen

Aos 50 anos, Elon Musk alcançou nesta semana o topo da lista de bilionários da Forbes. Com fortuna estimada em US$ 185,6 bilhões, o fundador da Tesla e da Space-X está à frente de Jeff Bezos, da Amazon, que tem US$ 182,4 bilhões. Dos 10 homens mais ricos do planeta, seis são da área de tecnologia.

Iranian Presidency / AFP

“A bola está com Washington” Hassan Rouhani presidente do Irã sobre o acordo nuclear do país.

O BRASIL SEGUNDO DANIEL TOLEDO

Divulgação

Especializado em direito internacional, possui um canal no YouTube com mais de 85 mil seguidores que traz dicas para quem deseja morar, trabalhar ou empreender fora do País. É membro efetivo da Comissão de Relações Internacionais da OAB São Paulo.

A maneira como tratamos a vacinação influencia a imagem do País no exterior?
É indiscutível a omissão do governo federal. Tivemos a decisão do STF [em dezembro, de conceder aos estados autonomia para importar vacinas] e a impressão foi a de que, a partir disso, o presidente Jair Bolsonaro virou e disse: ‘Bem, então eu lavo as minhas mãos’. Mas estamos falando de vidas. Paralelamente, também não se pode ignorar que nos estados houve problemas graves, ao longo do ano passado, com várias denúncias de corrupção e desvio de dinheiro que deveria ser de combate à pandemia.

E o reflexo disso no cenário internacional…
Passamos uma grande vergonha.

Muitas vezes na política internacional as bravatas e disparates podem ter reflexos apenas no médio ou longo prazo. Ou existem efeitos concretos mais imediatos?
Vou citar pelo menos um. Quando houve restrição de viagem de brasileiros para os Estados Unidos a medida [suspensa apenas na segunda-feira (18), mas que deverá ser revista por Joe Biden] incluiu o Brasil e não o México.

E olha que para Donald Trump o México era quase o inimigo, ele se elegeu falando da construção do muro… Estamos nessa por causa do número crescente de casos e por causa do descontrole da situação, que foi decisivo.

Nem a parceria Bolsonaro-Trump evitaria?
Essa aproximação foi pessoal e não fruto de política internacional. Não foi uma aproximação de países. O que acabou sendo muito ruim e deixamos de ter vários vínculos positivos com os Estados Unidos.

Em relação ao nosso principal parceiro, a China, como estão as coisas? Será possível passar por cima das rusgas?
A relação Brasil-China é comercial mesmo. Não tem nada de pessoal. Houve um monte de farpas e críticas trocadas a partir do presidente Bolsonaro, mas nas relações dos meus clientes com a China, por exemplo, não houve qualquer estremecimento na questão comercial.

No geral, o saldo é…
Nossa visibilidade global virou a de um País de terceiro mundo.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago